Um site para quem precisa da Verdade
ARTIGOS (Robustecendo a Fé)
E as suas orações, como vão? - Parte 1

Mauro Clark


Portanto, vós orareis assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome, venha o teu reino, faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje: e perdoa as nossas dividas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixeis cair em tentação; mas livra-nos do mal (pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre).  Amém. Mateus 6.9-15.

Eis acima um modelo de oração ensinado por Jesus. Não se trata de uma fórmula para ser decorada e repetida milhares de vezes. É como se fosse um padrão, com os elementos básicos que toda boa oração deve conter. O que podemos extrair desse modelo para aplicarmos nas nossas próprias orações?

Pai nosso:
Todas as orações de Jesus foram dirigidas ao Seu Pai e é exatamente ao Pai que devemos invocar quando oramos. Somente Deus tem a capacidade de ouvir orações secretas e o poder de atendê-las conforme o Seu desejo. Ninguém mais. Dirigir uma oração a uma pessoa que já morreu, é creditar a ela poderes exclusivos de divindade, o que é pura idolatria. Em nenhuma parte da Bíblia existe a mínima indicação de que pessoas fiéis, que tinham vivido no passado, deveriam ser alvos de orações. Qualquer tipo de relacionamento com um morto é rigidamente proibido pela Bíblia. As dezenas de orações transcritas nas Escrituras são todas feitas a Deus.

... que estás nos céus:
Não que está na Terra, ou numa sepultura, ou vagando pela imensidão do espaço. Mas no Seu trono celestial - de onde, vivo e poderoso, domina o Universo.

... santificado seja o teu nome:
Como pode alguém se dirigir a Deus em oração, sem ter uma noção correta de Quem se trata?  Deus é santo. Ele é totalmente puro. E o seu nome tem que ser tratado de maneira coerente com este fato. O nome de uma pessoa está intimamente relacionado com ela própria. O menor desrespeito ao nome de Deus se constitui em agravo ao próprio Deus.
Você tem expressado, em suas orações, um desejo sincero de ver o nome de Deus respeitado na sua cidade? Você mesmo, pessoalmente, tem tido zelo pelo Seu santo nome?

... venha o teu reino:
Evidentemente a frase “venha o teu reino” só tem sentido se dirigida a um Rei! E é precisamente o caso. Aqui se trata do reconhecimento de duas verdades. Primeiro: Deus é soberano, dono do Universo. Segundo: apesar do Seu reino não estar atualmente entre os homens de uma maneira completa, chegará o dia em que será estabelecido neste mundo em toda a plenitude.
E uma exclamação como “venha o teu reino” constitui-se não somente uma confissão de fé na vinda desse reino maravilhoso, mas, no desejo profundo de ver logo esse reino funcionando. Sabemos, pelas Escrituras, que o Senhor Jesus Cristo voltará a este mundo e reinará pessoalmente, dirigindo os homens com um governo justo, sábio e perfeito, mostrando os padrões divinos em todas as áreas que dizem respeito à humanidade.

Compare esses elementos fundamentais de uma oração sadia, com as suas. Faça uma avaliação das suas orações e corrija-as, se necessário. Falta de modelo... não é!
Continuaremos no próximo Artigo.

 



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com