Um site para quem precisa da Verdade
ARTIGOS (Robustecendo a Fé)
E as suas orações, como vão? - Parte 2

Mauro Clark


Portanto, vós orareis assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino, faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixe cair em tentação, mas livra-nos do mal (pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre.  Amém. Mateus 6.9-15.

Complementando a Artigo passado, quero fazer alguns poucos comentários sobre o restante da oração que Jesus ensinou.

... faça-se a tua vontade:
Essa parte talvez seja a mais esquecida hoje em dia. A vontade de Deus é algo que poucas pessoas levam em consideração de fato. A vontade própria reina na vida da maioria. A submissão a Deus termina quando entra em choque com os desejos pessoais.  A vontade de Deus aqui não se refere apenas ao curso dos acontecimentos históricos.  Mas também à obediência do que Ele ordena aos homens. Isso faz parte da vontade de Deus para cada indivíduo.
Ora, o que adianta dizer a Deus “faça-se a tua vontade” e viver fora dos Seus padrões?  O que adianta dizer “faça-se a tua vontade” e viver revoltado com o que tem acontecido com a própria vida?

... assim na terra como no céu:
Deus é o dono do Universo. Ele criou tudo e a tudo controla.  O seu domínio se estende também aos lugares celestiais. Quem não está totalmente convencido disso, nem adiantar orar.

... o pão nosso de cada dia dá-nos hoje: esta frase, tão rica de conteúdo, tem sido usada, abusada e explorada. Até slogan de padaria já virou. Mas existe algo muito profundo por detrás dela: o reconhecimento, da parte de quem ora, de que Deus é quem o sustenta diariamente. Podemos e devemos dar duro pelo salário.  Mas, no final das contas, o alimento nos chega à mesa pela providência divina.
Pedir humildemente a Deus pelo alimento diário, deve ferir o orgulho de muitos. “Ora, quem foi que suou para ganhar dinheiro e comprar tudo?” Apresentada assim, essa pergunta pode parecer chocante e talvez poucas pessoas a formulam de maneira tão afrontosa. Mas, no fundo, esse é o pensamento de muitos - o que explica a atitude geral de ingratidão e frieza à providência divina. Na próxima refeição, procure lembrar-se que muitas pessoas trabalham mais do que você e ainda passam fome. Agradeça de coração a Deus pelo alimento que Ele tem lhe dado. E peça que no dia seguinte Ele continue lhe sustentando.

... e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores: se tem uma coisa que irrita profundamente a Deus, é alguém pedir perdão pelas ofensas que tem cometido contra Ele, sem perdoar àqueles que o ofenderam. Certo que é bem mais fácil pedir perdão a Deus do que perdoar um semelhante. Mas o fato é que os dois devem andar juntos.  Além do mais, a prática do perdão é uma das experiências mais sublimes que o homem pode realizar. Experimente!

... e não nos deixe cair em tentação; mas livra-nos do mal: um apelo à proteção divina para uma vida santa e benigna. Neste ponto também deve haver uma coerência entre o que se pede e o que se faz. Não adianta pedir proteção a Deus e se expor a toda espécie de pecado e iniqüidade. A maior garantia de uma vida sob a mão poderosa e protetora de Deus é a obediência irrestrita a Cristo através das Escrituras, o que leva a um coração controlado pelo Espírito Santo.

...  pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém. Sem comentários!



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com