Um site para quem precisa da Verdade
ARTIGOS (Semeando a Palavra)
Qual o problema?

Mauro Clark


Violência, neurose, doença, guerra, corrupção, imoralidade: eis os ingredientes das manchetes nos jornais do mundo, espelhando a realidade dessa humanidade sofrida. Ano ruim, esse de 2004? Amaldiçoado? Azarado? Não. Um ano igual a todos os outros anteriores.

Ou será que no passado os homens eram mais sadios que hoje? Ou mais chegados ao bem? Ou pensavam mais na felicidade dos outros? Nada disso. Essas coisas têm feito incômoda companhia ao homem, desde muito tempo.

O baixo nível moral da raça humana tem sido uma constante ao longo de décadas, de gerações, de séculos. Mudam as civilizações, mudam os costumes, mudam os meios de vida, mas o mal nos corações permanece o mesmo. Sempre falam em erradicá-lo, mas nunca conseguiram.

A paz mundial tem sido a grande miragem de todos os tempos. Sempre contemplada  com suspiros de esperança, em cada geração, evapora-se no ar, quando vai se tornando realidade. E deixa a amarga sensação de que a sede por ela vai continuar. Os insucessos das intermináveis reuniões de paz e dos protestos que nos confirmem.

A doença tem atormentado o homem, ano após ano. A  medicina tem progredido muito, tornando facilmente combatidas doenças outrora mortais. Mas, qual um exército macabro e imbatível, sempre que um mal é derrotado, logo aparecem outros no lugar. E o fato é que, até o dia de hoje, ainda não foi dado aos médicos e cientistas o gosto de dizerem que são senhores da saúde humana.

A licenciosidade sexual tem angustiado pais, nos quatro cantos do mundo. É a principal causadora de lares esfacelados pela infidelidade conjugal.

Pais e mestres tentam convencer as crianças a seguirem por caminhos éticos e morais, que eles mesmos não trilham. Sua incapacidade de dar exemplo chega a tal ponto, que já virou postulado de qualquer educador, a expressão Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço.
Com tão pouco a aprender dos adultos, nesta área, é natural que os jovens de hoje em nada venham a contribuir, no futuro, para um aumento nos padrões morais da sociedade.

A natureza tem sido duramente castigada pelas mãos impiedosas do progresso, este hábil hipnotizador de homens, que os leva a cometerem verdadeiras atrocidades em nome do bem estar geral. Conforme a Bíblia diz, toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora.

E o pior é que todos esses séculos de frustradas buscas de amor e paz, dão base suficiente para supormos que os próximos anos não serão diferentes. Pessimismo? Derrotismo? Não. Apenas uma maneira realista de ver as coisas como têm acontecido.

E então, o que tem acontecido com a humanidade? Onde está a raiz deste problema, cuja solução está obviamente fora do alcance das nossas mãos?

Muitos têm procurado a resposta nas suas próprias mentes. Outros vasculham os livros dos grandes filósofos e pensadores. Outros se satisfazem com algumas explicações de seus líderes religiosos. Mas, se todos esses homens são afetados pelos mesmos problemas e males, que autoridade têm para ensinar?

A resposta às nossas perguntas deve ser buscada no único livro cujo autor é o próprio Deus: a Bíblia.

Procure ler com o coração humilde, receptivo e sem preconceitos, os capítulos 1, 2 e 3 do livro de Gênesis, o primeiro da Bíblia. Lá você encontrará o relato fiel do que causou todo esse mal entre nós.

Que tal ouvir o próprio Criador falando?



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com