Um site para quem precisa da Verdade
ARTIGOS (Semeando a Palavra)
Este é o problema

Mauro Clark


Em artigo anterior (Qual o Problema?) tentamos mostrar o fracasso dos homens em conseguir um clima de paz, amor e justiça. Indagamos onde estaria a raiz deste problema, que há milênios aflige a humanidade. Findamos por sugerir a leitura da Bíblia, mais particularmente dos capítulos 1, 2 e 3 do livro de Gênesis, onde o assunto é tratado de uma maneira simples e direta, mas ao mesmo tempo profunda e infalível.

É lá que encontraremos o relato da criação de Deus, passo a passo: a luz; os céus; a terra (porção seca) com as ervas e árvores; os astros; os répteis e as aves; e, finalmente, coroando a sua maravilhosa obra, Deus criou o homem, à sua imagem e semelhança.

É importante observarmos que, após o relato de cada ato criador, com exceção de um, lemos: E viu Deus que isso era bom. O universo ia sendo criadro com suprema inteligência e perfeita harmonia. Tudo se complementava, enquandrando-se em seu devido lugar e função.

Ao final da sua obra, após criar o homem, viu Deus tudo quanto fizera e eis que era muito bom. Aí está um comentário que partiu do próprio Deus sobre o seu universo récem-criado, incluindo, evidentemente, nosso pequeno planeta terra, com suas criaturas viventes.

Adão, o cabeça da raça humana, e sua mulher, Eva, foram orientados a se reproduzirem e incumbidos de cultivar e guardar o jardim do Éden, com poderes para sujeitarem a terra e dominarem sobre os animais. Tudo em ambiente pacífico e ordeiro.

O maior privilégio de Adão e Eva, contudo, consistia em que o próprio Deus andava no jardim, entre eles. Aquela era a situação ideal para o homem. Que felicidade deve ter sido para aquele primeiro casal, viver sem praticar nenhuma forma de mal, a Natureza pura e intacta, como foi criada, senhores absolutos da terra. E, acima de tudo, em relacionamento pessoal e direto com o próprio Criador! Contraste chocante com o quadro da humanidade que retratamos da artigo passado.

Algo muito, muitíssimo grave deve ter ocorrido para provocar uma mudança tão radical no equilíbrio espiritual, moral e social deste mundo. E realmente ocorreu.

Deus não criou o homem como um robô, programado para obedecer mecanicamente as suas ordens. Ele queria conviver, ser respeitado, amado e adorado por seres humanos dotados de vontade própria, que conscientemente optassem por esse tipo de relacionamento com ele.

Desejando que aquela escolhe ficasse patente e visível, Deus estabeleceu um padrão: permitiu que Adão e sua mulher comessem do fruto de toda árvore do jardim, com exceção de uma, a árvore do conhecimento do bem e do mal. Não sabemos exatamente que tipo de fruta era aquela (a idéia da maçã é especulação).  Mas provavelmente era de uma árvore como outra qualquer. Sua peculiaridade estava no fato de haver sido proibida por Deus. A designação de “árvore do conhecimento do bem e do mal” deve ter sido por causa do que aconteceria se eles a comessem: ficariam conhecendo também, por experiência própria, a essência de todo mal, que é a rebeldia contra o Criador.

E, para infelicidade de toda a Criação, foi esse o caminho seguido por Adão e Eva.

Ao desobedecerem flagrantemente a ordem de Deus, mostraram-se incontrolavelmente vaidosos, querendo ser iguais a ele. Cederam à tentação e comeram do fruto proibido.

Acontece que Deus impusera duríssima pena para o caso de desobediência: a morte. Morte física (do corpo) e espiritual (quebra do relacionamento com Deus). Sua comunhão com Deus estava cortada. Ficaram incapacitados de agradar a Deus. O mal agora dominava inteiramente seus corações. Deus deixara de ser o antigo companheiro e protetor, para se tornar agora alvo de agressões e inimizade. Deus não estava mais em seus planos. Se algum tipo de relacionamento ainda fosse possível, esse teria que partir da iniciativa de Deus, não deles.

A Bíblia ensina que por um só homem entrou o pecado no mundo e que em Adão todos morrem. Do ponto de vista da justiça divina, era como se toda a raça humana, potencialmente contida em Adão, houvesse pecado juntamente com ele.

A partir de Adão e Eva, todos os homens passaram a nascer em pecado, mortos espiritualmente, altamente tendenciosos para praticar o mal.

Eis porque a raça humana, por mais que tenha tentado, nunca conseguiu construir uma sociedade decente e equilibrada.

Seria ótimo se as pessoas, em vez de tentarem às cegas soluções para um problema que se recusam a conhecer, dessem ouvidos à Palavra de Deus, a Bíblia, e levassem a sério o que está registrado naquele livro.

Somente assim iriam compreender o que realmente aconteceu conosco no passado. E nesse ponto, aí sim!, poderiam partir em busca de alguma solução.

E existe solução? Veja o próximo artigo (A Solução)...

 

 



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com