Um site para quem precisa da Verdade
ARTIGOS (Semeando a Palavra)
Poupança

Mauro Clark


Diga-me uma coisa: você se preocupa em perder o seu emprego? Você se chateia em saber que o custo de vida sobe mais do que o salário? Você se angustia em saber que, num caso de doença em sua família, você talvez não tenha condições para pagar médico, hospital ou nem mesmo comprar os remédios?

 

Não admira que assuntos dessa natureza estão sempre passando pela sua cabeça. E é normal que cada pessoa se preocupe não somente em proteger os seus bens materiais, mas, principalmente, em manter a segurança, conforto e saúde - sua e de seus queridos. O apego à vida faz parte do ser humano. Quantas pessoas com alguma doença incurável gastam tudo o que possuem para arriscar conseguir mais alguns dias de vida! Será que você faria o mesmo? É muita vontade de viver, não é mesmo?

 

Agora, olhe bem: se você se preocupa tanto com os assuntos desta terra e seria capaz de dar qualquer coisa para prolongar a sua vida aqui, mesmo sendo uma vida cheia de problemas e que um dia vai acabar, então, o que você não deveria dar por uma vida sem tristezas nem sofrimento, onde será enxuto “dos olhos toda lágrima? Onde a morte já não existirá, não haverá luto, nem pranto, nem dor” ? Uma vida que durará para sempre?

 

Envolver-se com os negócios provisórios daqui a tal ponto de esquecer-se do que será decisivo e definitivo, é um comportamento insensato e perigoso. É como a criança que de tão preocupada em recuperar sua bola, coloca-se em risco de perder a própria vida, atravessando a rua. Concentra-se no pouco desprezando o muito!

 

Hoje em dia, todo mundo procura guardar um dinheirinho na poupança, como garantia para alguma necessidade que possa surgir no futuro. Ora, se você está investindo hoje, preparando-se para um acontecimento que talvez nunca venha a ocorrer, não seria lógico levar mais a sério os seus investimentos de ordem espiritual, para um futuro cuja chegada é absolutamente certa?

 

Quando esteve na terra, há dois mil anos, o Senhor Jesus observou exatamente essas incoerências entre os homens. Sobre o assunto, Ele falou: “Que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Que daria um homem em troca de sua alma?” (Mateus 16.26).

 

Meu amigo, pode ter absoluta certeza de que a sua existência não vai acabar quando a vida aqui chegar ao fim. Você é um ser eterno. Deus lhe fez assim. E é Ele mesmo quem diz que o homem terá sofrimento eterno no inferno ou vida eterna no céu. Não há outra opção. O inferno é lugar de sofrimento e angústias tão intensos que, em comparação, o pior sofrimento que você já viu em alguém vai parecer brincadeira. Por outro lado, o céu é lugar de alegria e júbilo tão maravilhoso, que o momento de maior felicidade que você já teve em sua vida, serviu apenas como uma pequenina amostra.

 

Você tem uma grande responsabilidade em tomar uma atitude sobre a sua vida futura. Deus vai lhe exigir isto.

 

E então, o que fazer? Peça a vida eterna ao Único que pode lhe dar. Não pense em conquistá-la por seus próprios esforços. Você nunca irá conseguir. Reconheça logo a sua incapacidade. Arrependa-se de sua desobediência a Deus e peça perdão de seus pecados. Chegue-se a Jesus humildemente, confessando-se pronto a seguí-Lo e a obedecê-Lo.

A Bíblia diz: “Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo”. (Romanos 10.9) .

Aceite a morte de Jesus como plenamente suficiente para pagar pelas ofensas que você tem cometido contra Deus. Reconheça a ressurreição dEle como uma realidade que comprova o poder de Deus sobre a morte e que este poder poderá ser usado a seu favor, assegurando-lhe assim a sua salvação eterna.



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com