Um site para quem precisa da Verdade
ARTIGOS (Semeando a Palavra)
Não adianta!

Mauro Clark


Para quem gosta de uma boa história, aqui vai uma. E bem especial, pois está registrada nas páginas da Bíblia.

Encontramos aqui o Senhor Jesus andando a caminho da casa de uma menina doente e enquanto ele ia, as multidões o apertavam. Certa mulher, que havia doze anos, vinha sofrendo de uma hemorragia, e a quem ninguém tinha podido curar (e que gastara com os médicos todos os seus haveres), veio por detrás dele e lhe tocou na orla de veste, e logo se lhe estancou a hemorragia. Mas Jesus disse: Quem me tocou?  Como todos negassem, Pedro (com seus companheiros) disse: Mestre, as multidões te apertam e te oprimem (e dizes: Quem me tocou?).  Contudo Jesus insistiu: Alguém me tocou, porque senti que de mim saiu poder.  Vendo a mulher que não podia ocultar-se, aproximou-se trêmula e, prostrando-se diante dele, declarou à vista de todo o povo, a causa por que lhe havia tocado e como imediatamente fora curada.  Então lhe disse: filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz (Lc 8.42b-48).

Este belo episódio nos mostra, tal qual um espelho, o que acontece atualmente nas vidas de milhares de pessoas.  Sofrem de um mal que lhes atormenta dia e noite, anos a fio: o desconhecimento de Deus, que gera um vazio no coração, uma tristeza lá dentro da alma. Essa angústia lhes incomoda muito e então partem então à procura de uma solução.  Tentam de tudo. Divertimentos fúteis e exagerados, álcool nas horas de lazer, sexo ilícito e muitas outras práticas que produzem uma alegria fácil, mas superficial demais para lhes encher o coração. E o problema continua...

Descobrem que a solução não está em fazer algo.  “Talvez seja problema de cuca”. E lá vão à procura de teorias existenciais, das meditações, das “iogas”, das análises, e por aí vai. Mas logo percebem que, para este tipo de mal, todos eles são impotentes. E como aquela mulher, continuam piorando...

É possível que a nossa personagem tenha depositado confiança em alguns médicos que procurara. Mas, adiantou? É provável que tenha tido esperança em alguns métodos de cura que tenham lhe ensinado. Adiantou? Obviamente ela tinha uma vontade profunda de ficar boa. E resolveu? Que nada! Enquanto não achasse a fonte da cura para o seu mal, apenas perderia tempo, dinheiro, mais saúde e até o próprio ânimo de viver.

Quem sofre da falta de Deus no coração, enquanto for buscar cura em coisas ou pessoas erradas, pode ter confiança no que for, esperança, vontade, esforço, tudo, enfim.  Mas não adianta: vai piorar!

Após doze anos de sofrimento e desesperada procura de solução, aquela mulher, por “ter ouvido a fama de Jesus” (Marcos 5.27), resolveu procurá-Lo. E estava convicta de que Ele tinha poder e vontade para curá-la. Agora, finalmente, estava no rumo certo.

Feliz de quem tem a sensatez de concluir que a paz espiritual, aquela alegria que vem de dentro da alma, está completamente fora do seu próprio controle, nem se encontra em coisas deste mundo e, na realidade, não se encontra nas mãos de homem algum.

Feliz de quem chega a reconhecer a sua própria insignificância e se desilude da falsa capacidade das coisas daqui para fazê-lo feliz de verdade.

Feliz de quem, neste ponto, com o coração preparado, ouve falar de Jesus -  do que Ele sofreu para poder salvá-lo; do que Ele tem prometido a quem O segue; do que Ele tem feito nas vidas de outras pessoas que sofriam do mesmo mal. Feliz homem que resolve, de todo o coração, procurá-Lo de verdade!



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com