Um site para quem precisa da Verdade
PREGAÇÕES

Ap 2a - Ap 1.3 - Ler, refletir e cumprir


Mauro Clark - 21/01/2018
68 minutos




Apocalipse 1.3

Ap 2ª. – Ler, refletir e cumprir

Ap 1.3


No final da pregação passada, dissemos que no v. 3, antes de iniciar a revelação propriamente dita (v.4), há uma afirmação que, na realidade, é uma exortação.


Bem-aventurado: feliz. Palavra usada 7 vezes em Apocalipse.

Quer saber sobre a felicidade? Quer ser feliz no sentido bíblico? Leia Apocalipse!


Aqui, quem são esses bem-aventurados?

Os que fazem 3 coisas, todas elas relacionadas com “as palavras da profecia” e “as coisas nela escritas”:


1. Aqueles que lêem... as palavras da profecia (Apocalipse e Bíblia em geral)

Na realidade, é “aquele que lê”, no singular. NVI: Feliz aquele que lê...

A ideia é de um leitor público.

O leitor da época não associava a ideia de “ler” com baixar um livro digital, ou entrar numa livraria com milhares de livros disponíveis, a preços acessíveis, etc.

Poucos sabiam ler. Não havia nada impresso. E em papel (foi inventado em 105 dC).

Tudo era escrito a mão em folhas de papiro (planta) ou rolos de pergaminho (couro).

Obviamente cada cópia dava tanto trabalho para escrever quanto o original.

Por isso mesmo os manuscritos eram caríssimos, só para os ricos, ou para instituições (bibliotecas, sinagogas, igrejas, etc).

A bem-aventurança aqui era para quem se dispunha a ler publicamente na igreja.

Mesmo assim, duas observações:

a. Que os ricos de época se sentissem na obrigação de ler.

b. Se esse apelo não atingia quase ninguém da época, ao longo do tempo mais e mais pessoas iam conseguindo ler, especialmente depois da invenção da imprensa em 1430.

Que cada um, em sua época e condição, sentisse a devida responsabilidade de ler Apocalipse e a Bíblia como um todo.

E você, sabe ler? Pode comprar uma Bíblia? Qual a última vez que leu Apocalipse?


2. Ouvem... as palavras da profecia

Para o leitor da época, aqui desaparecia o argumento de que não lia porque não sabia ler e nem tinha cópia disponível.

Certo que continuava difícil ouvir, com a quantidade pequena de quem pudesse ler e poucas cópias disponíveis.

Difícil, mas não era impossível. Especialmente por causa da leitura pública nas igrejas.

Caberia ao interessado, mesmo com algum esforço, chegar lá e ouvir.

 

E você, tem dificuldade de ouvir alguma leitura bíblica ou pregação ou palestra sobre Apocalipse, sobre a Bíblia de maneira geral? Sabe o que é rádio? TV? Internet? Smartphone? Pen drive? Pois é, parece que hoje em dia não é mais muito difícil!


Mas a ideia de ouvir não é apenas o tipo de escutar que entra num ouvido e sai no outro.

Mas prestar atenção, considerar, ponderar, refletir. Sem isso, o mero ouvir fica sem efeito.

Exortações sobre considerar, ponderar, refletir: Pv 19.2; 20.25 (hebr: voltar, retornar)

Exemplos: Judeus: Dt 4.39; José, esposo de Maria: Mt 1.20


3. Guardam as cousas nela escritas (ie, escritas na profecia)

guardar: gr. atender cuidadosamente, observar.

Não adianta apenas ler e nem apenas ouvir, mesmo no sentido de considerar.

É preciso obedecer.

À primeira vista pode parecer esquisita a ideia de obedecer uma profecia.

Se profecia é apenas uma predição do futuro, o que tem para obedecer?

Mas há profecias que, além de predizer o futuro, contém ensino moral e espiritual.

E algumas chegam até mesmo a exortar claramente o ouvinte para o rumo certo.


Como veremos, as próprias cartas às igrejas estão cheias de recomendação.

E no restante do livro, embora não haja muitas exortações diretas, facilmente pode-se tirar algumas conclusões, como:

* O crente deve esperar em Deus quanto à vingança contra os perseguidores: 6.10-11

* Vale a pena sofrer e até ser mártir por Jesus: 7.13-17

* Agrada a Deus o crente se manter puro, incontaminado, verdadeiro: 14.4-5


Mas além do significado principal de “obedecer”, “guardar” tem também o sentido de reter, manter vivo, no coração – como Maria: Lc 2.19, 51 (guardar: mesmo verbo de 1.3)


Então, além de atentar para ordens a serem obedecidas, é fundamental ler Apocalipse para aprender as lições, os ensinos ali contidos.

Reconheço que não muito é animador o fato de Apocalipse ser cheio de figuras, símbolos, expressões estranhas, mudanças na narrativa, cronologia difícil.

Por outro lado, anima saber que há muitos ensinos fáceis de serem percebidos, tipo:

* Deus despejará Sua ira sobre os homens com terríveis catástrofes

* Haverá um ditador mundial com poderes satânicos, chamado Anticristo

* Haverá uma “igreja” falsa e apóstata, dirigida pelo chamado Falso Profeta

* Os crentes desse período serão duramente perseguidos

* A existência de Israel será ameaçada com uma quebra de acordo pelo Anticristo

* Cristo voltará

* Israel em massa se converterá ao Messias

* Cristo destruirá os inimigos

* Haverá vários julgamentos de descrentes

* Os crentes ressuscitarão

* O Anticristo será jogado no lago de fogo

* Satanás será amarrado e no final do milênio jogado no lago de foto

* Cristo reinará em Israel por mil anos

* Haverá novo céu e nova terra

* E chegará a eternidade


Mesmo sem entender vários detalhes, o crente aprende muito e fortifica a sua fé ao saber que Deus fará justiça a tanta injustiça, vingará o mal, exercerá juízo e autoridade, que Cristo terá a vitória final e cumprirá a promessa de vida eterna.

Uma das coisas mais gostosas da vida do crente é guardar essas coisas no coração.

E não apenas gostosa, mas eficaz, como um bálsamo, um remédio, um calmante.

Os hinos de louvor e adoração de Apocalipse são lindíssimos. Enlevam a alma!


E mais: o crente deve aproveitar tudo isso para exortar o não crente. Isso é evangelizar!


Mas o principal motivo para ler Apocalipse não é porque o pastor recomendou, mas porque a Bíblia manda.

Em suma, irmão, quer ser bem-aventurado? Leia, considere e pratique Apocalipse!


o tempo está próximo

tempo: καιρος kairos: tempo, época, era. Certo contraste com chronos, período mais definido.

próximo: εγγυς eggus: “Próximo, de lugar e de posição; de tempo; de momentos iminentes e que virão em breve” - Strong


Se perguntassem a João o sentido exato dessa palavra que lhe foi dada a escrever – se pouco tempo ou se iminente -, talvez ele não soubesse responder.

Como já se passaram dois mil anos, fica evidente que o sentido é de iminência.

Além do mais, várias vezes Cristo falou na necessidade de VIGIAR, deixando óbvia a ideia de iminência da vinda dEle: Mt 24.42-43, Lc 12.40

Paulo falou da necessidade de vigiar com orações, ações de graça: Ef 6.18; Cl 4.2

Em suma, a qualquer momento Cristo volta!

Isso significa que a qualquer momento VOCÊ, crente, vai a Cristo!

E que você, não crente, será chamado a prestar contas diante de Deus.


Encerro com uma observação:

Sessenta anos antes de João escrever essas palavras do v.3, em Apocalipse, o próprio Jesus havia dito palavras idênticas, e num contexto interessante: Lc 11.27-28

Observe a mesma palavra “Bem-aventurados” usada por Jesus e por João.

Alguém chama Maria de bem-aventurada, no que estava certíssimo!

Mas Jesus aproveita para dizer que havia um nível de bem-aventurança ainda maior do que o de Maria, que era nada menos do que a mãe dEle.

Esse nível era para qualquer um que se dispusesse a ouvir a Palavra de Deus e, após ouvir, obedecer.

Obviamente só se pode fazer isso convertendo-se e se tornando discípulo de Cristo.

Vemos então o grau de importância para Deus de alguém ser fiel a Ele, através da obediência à Palavra dEle.

Quanto a Maria, claro que se encaixava aqui, não por ser mãe dEle, mas por ser fiel e submissa à Palavra de Deus, isto é, ao próprio Deus e ao Senhor Jesus Cristo.


Que Deus nos abençoe. Amém



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com