Um site para quem precisa da Verdade
PREGAÇÕES

Por causa da Palavra - Ap 1.7a (Ap´5a)


Mauro Clark - 18/02/2018
61 minutos




Apocalipse 1.7-11

POR CAUSA DA PALAVRA - Ap 1.7-11 (Ap 5a)

Ap 1.7b-11

 

Na última pregação terminamos dizendo que João confirmou muitas profecias dizendo que Jesus voltaria, acrescentando que seria com as nuvens e que todo olho o veria.

 

Após dizer “todo olho o verá”, visando toda a raça humana, João divide em dois grupos:


... até quantos o traspassaram

Deve se referir aos judeus como um povo, obviamente representados pelos judeus vivos na época do retorno.

A passagem em si não fala da atitude interna dos judeus, apenas que “verão”.

Mas é uma referência a Zc 12.10, que fala abertamente de súplica, pranto, choro amargo.

Rm 11.25-27 diz que haverá conversão em massa dos judeus na 2ª. vinda de Cristo.


Ou seja, toda essa rebeldia dos judeus hoje será revertida em conversão.

Mas somente depois de muito sofrimento e quase aniquilação do povo judeu, antes de Cristo voltar.


... todas as tribos da terra...

Amplia o foco, passando dos judeus para os gentios em geral.

Várias vezes em Apocalipse João fala de tribos, povos, línguas e nações, numa referência à humanidade em geral, mas deixando Israel à parte, pois o próprio relato era centralizado em Israel.


O que ocorrerá com todas as tribos da terra com relação à vinda de Cristo?

... se lamentarão

lamentar: κοπτω kopto: lit. cortar, golpear, bater; fig: bater no peito de aflição

Não é claro se será um lamento de arrependimento (como o dos judeus), abrindo o coração a Cristo, como se toda a humanidade lamentasse por ter desprezado Cristo por tanto tempo.

Ou se é exatamente o contrário: um lamento de raiva, de frustração, revolta, pelo julgamento, pelos estragos da Tribulação, sem qualquer arrependimento.

Como algumas vezes Apocalipse se refere à falta de arrependimento, a segunda opção parece ser a mais provável (e preferida pela maior parte dos comentaristas).


Certamente, amém

Bastaria “amém”, mas João reforçou com “certamente”, como querendo exagerar em termos de segurança quanto ao cumprimento.


v.8

Antes de João voltar ao assunto das cartas às igrejas, ninguém menos que o próprio  Senhor Deus pessoalmente toma a Palavra para falar de Si próprio.

Os estudiosos discutem se falam do Pai ou do Filho, ou ora de um, ora de outro. Todos os termos são aplicáveis tanto ao Pai quanto ao Filho.

Em vez de nos perturbarmos com isso, vibremos com o fato temos um Pai celeste e, ao mesmo tempo, temos também um Salvador e Mediador que é:


1. Alfa e Ômega: primeira e última letras do alfabeto grego: abrange tudo, princípio e fim, passado e futuro.

2. aquele que é, que era e que há de vir – repetição do v. 4, já comentamos.

3. o Todo-Poderoso

Impressionante a superabundância em Apocalipse de termos descritivos de Deus, tanto falados por Ele próprio, ou por João, ou por anjos.

Como o mundo perde em não querer conhecer esse Deus.

E como nós crente somos abençoados por conhecê-Lo.

E fica o desafio a nós: se esse Deus é tão grande, por que não conhecê-Lo um pouquinho mais, ou um “muitão” mais?


v.9

Eu, João: Só agora João retoma o assunto das igrejas, que deixou no v.4.

E amplia muito os detalhes do que aconteceu logo antes de escrever as carta às igrejas.

Começa ampliando a própria identificação, dizendo ser duas coisas dos leitores:

1. irmão: o termo “em Jesus”, deixa claro que é irmão de fé em Cristo. Humilde, não se identificou como apóstolo.


2. companheiro (gr. participante com outros em algo, coparticipante).

Mas só dizer “companheiro” é muito vago. Companheiro em que? Em três coisas.

Antes de ver cada uma, observe novamente o termo “em Jesus”.

Tudo o que ele falar, terá de ser entendido à luz da relação deles com Cristo, tudo terá de ter Cristo como centro.

a. Na tribulação

Não o período chamado “Tribulação”, mas sofrimento vindo de perseguição, que tudo indica estava acontecendo na época entre os crentes (sob Domiciano).

Tudo indica que João estava em Patmos exatamente por causa de perseguição.

 

Só para ter uma ideia de como temos sido livrados de perseguição, pergunto: Existe algum crente ou grupo que você pode chamar de “companheiro de sofrimento” por Cristo?


b. no reino

Pode estar olhando para frente, no reino de Cristo que ainda viria, ou “reino” aqui tem o sentido de “trabalho de Deus” na terra.


Como é bom termos meus companheiros de reino, de trabalho, de atividade cristã!


c. na perseverança: υπομονη hupomone: lit. permanecer embaixo; fig: suportar, tolerar.

“Estabilidade, constância, tolerância, que persiste com paciência. No NT, característica da pessoa que não se desvia de seu propósito e de sua lealdade à fé e piedade mesmo diante das maiores provações e sofrimentos” – Strong)


Embora João tenha usado o termo no contexto de sofrimento por perseguição, qualquer tipo de sofrimento pode e deve produzir perseverança no crente.

Assim, se você tem suportado bem as dificuldades vindas pela fé, certamente tem muitos companheiros na perseverança.


... achei-me na ilha chamada Patmos

Uma pequena ilha grega no Mar Egeu, a 55 km da costa SO da Turquia. Tem uma área total de 45 km² e atualmente uma população de 3.000 habitantes



Mas, por que João viajou para Patmos?

por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus


Como falei, tudo indica que ele estava exilado (Imperador Domiciano, 95dC).

Mas João não fala em exílio, apenas deixa implícito pela referência à tribulação.

E disse que chegou lá “por causa” da Palavra de Deus e do testemunho de Cristo.

Se ele estava para pregar, ou se isolou para escrever um livro ou porque estava preso, é como se fosse detalhe.

O que importava era só uma coisa: o motivo de estar lá era a Palavra de Deus.


Que lição! O resumo da sua vida – as pessoas com quem escolhe para se relacionar, as coisas que você faz, os lugares onde vai, os livros que lê, os filmes que assiste, tudo – deve estar, diretamente ou indiretamente, relacionado com a Palavra de Deus e sua relação com Cristo.

Não que você vá tomar um banho de mar por causa da Palavra, mas a maneira como vai vestido, o ambiente que escolherá, as pessoas com que se cercará, as conversas que terá naquela praia, tudo deve ter relação ou estar afinado com o fato de você ser um discípulo de Cristo.


v.10-11

Achei-me em espírito: num estado específico de uma visão espiritual.

no dia do Senhor: Duas opções:

* Dia do Senhor escatológico, últimos tempos, tempo de julgamento

* Domingo, primeiro dia da semana (mais provável).


Ouvi, por trás de mim, uma grande voz, como de trombeta

Voz poderosa, alta, potente.


O que vês, escreve em livro e manda às sete igrejas...

João não iria apenas ler uma revelação, para depois transmitir.

Nem apenas ouvir e depois colocar por escrito.

Mas VER, e obviamente ouvir.

E mesmo “ver” ainda seria pouco: sabemos que João teria participação direta em algumas cenas! João seria submerso da visão que se seguiria.


Só que essa espetacular experiência não deveria ficar apenas com João.

Seria um desperdício. Depois da fortíssima experiência, João deveria divulgar.

E não apenas pela palavra, mas por escrito! E não apenas para uma só igreja, mas sete!

E, depois de escrito, tinha de mandar!


Há um sentido em que quando alguém se converte, é como se Deus dissesse:

“Você agora é outra criatura. Tem um novo Pai. Tem uma nova família. Pertence a um novo reino. Fique atento no que vai ouvir e no que vai ver. E não se restrinja a apenas ouvir e ver. Envolva-se nessa nova circunstancia de vida. Com seriedade, com compromisso. Quanto mais você se envolver, mais eu gostarei. E enquanto você vai ouvindo, vendo e vivendo, divulgue – tanto para irmãos em Cristo como para os que ainda precisam da salvação de Cristo! O que eu quero é que você fale com gosto, com empenho, com entusiasmo o que você tem experimentado e vivenciado nessa nova vida que eu lhe dei pelo meu Filho”.


Como você está se desincumbindo dessa tarefa? Ao menos sente que tem essa tarefa?


v.12

Voltei-me para ver quem falava comigo...

Quem era? Na próxima pregação.


Que Deus nos abençoe. Amém



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com