Um site para quem precisa da Verdade
PREGAÇÕES

Ap 13a - Repreendo-te porque te amo - Ap 3.14-19


Mauro Clark - 29/04/2018
60 minutos




Apocalipse 3.14-19

REPREENDO-TE PORQUE TE AMO!

Ap 3.14-19


Última carta. Somente críticas e reprovações. Por outro lado, perspectivas maravilhosas.


v.14: Laodicéia: cidade muito rica (bancos, indústria de lã, medicina, pomada para olhos).

Perto de Colossos.

Igreja deve ter sido fundada na época de Paulo (citada em Cl 4.15-16).


Jesus se auto identifica de três maneiras:

1. O Amém

Assim seja, o que decide, determina, dá o rumo e confirma tudo. E tudo se cumpre nEle.


2. A testemunha fiel e verdadeira

Tudo o que Ele diz é verdadeiro. Já falamos antes que Cristo é a Verdade (Jo 14.6)


3. O princípio da criação de Deus

principio: gr. αρχη arché: começo, origem; a primeira pessoa ou coisa numa série, o líder; a origem, a causa ativa; o primeiro lugar, principado, reinado, magistrado

Aqui, duas opções:

* origem, causa ativa:

* o primeiro, principal:  NVI: o soberano


É normal que você se preocupe (até certo ponto) com que os outros dizem de você.

Mas você deveria se preocupar mesmo, e muito, com o que Cristo diz de você – afinal, o que Ele diz de você, é!


v.15

Conheço as tuas obras“Sei do que estou falando!”

que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente!

Aqui não se trata de opostos morais ou espirituais, tipo: dizer a verdade ou ser mentiroso, ser trabalhador ou preguiçoso.

Mas de realmente ser aquilo que se propõe ser e fazer bem o que se propõe fazer.

Se diz que é quente, seja quente, aja como quente. Se diz sou frio, seja frio, aja como frio.

O problema é quando diz que é quente, mas não é, e obviamente não age como quente.

Ou seja, é quente só no dizer, mas não no ser nem no fazer.

Afinal, é quente ou não é?

Depende. Se for no dizer, é. Se for no tentar mostrar que é, de fato tenta. Mas se for ver a realidade, então não é. Ou seja, é e não é. É um misto, é morno.


Isso era o que acontecia com aquela igreja: dizia que era uma coisa, achava que era, tentava mostrar que era, mas, como não era de fato, e terminava sendo um misto das duas coisas!

E o que era que a igreja dizia ser e não era?


v.17a

... pois dizes Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma

A igreja dizia ser duas coisas:

I. Rica e abastada (sinônimos no grego): de fato, devia ser materialmente rica.

Alguém ser rico, por si só, não é errado. E saber que é rico não é presunção. Mas andar dizendo que é, isso é arrogância.


II. Autossuficiente: Não preciso de coisa alguma

Além do enorme orgulho e arrogância, mostra confiança profunda no dinheiro, a ponto de achar que, tendo coisas materiais, nada poderia lhe faltar. Apegadíssima ao mundo e total descaso pelas coisas espirituais.


Mas será que a igreja, mesmo sendo arrogante, pelo menos era rica mesmo?

Vejamos o que Cristo diz (e se Ele diz, então é!):


v. 17b:

... e nem sabes que tu és...

Paremos aqui. Independentemente do que viria a seguir, aqui já vemos um defeito gravíssimo da igreja: auto avaliação totalmente fora da realidade!

Não sabia nem o que era!


Um dos piores problemas do crente é miopia de si mesmo.

Como irá tratar de um problema seu diante de Deus ou de outros, se não enxerga?

Quando pessoas que você respeita disserem de você algo que não enxerga, leve a sério, corra para Deus e peça sabedoria e visão correta, converse com outros, ouça conselhos.


Voltando, Cristo faz cinco qualificações deprimentes da igreja:

* infeliz: NVI: miserável – gr. aflito, desgraçado, o que chamaríamos de “pobre coitado”

* miserável: NVI: digno de compaixão: tradução perfeita

pobre: não literalmente, pois devia ser rica mesmo, e além do mais ser pobre, em si, não é negativo. Sentido aqui é espiritual.


* cego: obviamente não literal, mas espiritualmente. Não via a realidade ao redor.

nu: sem dignidade, sem decência moral, sem coerência, sem nada de bom para mostrar, exposta para todo mundo ver. Para quem disse que não precisava de nada, precisava da roupa mais básica!


Tudo isso faz contraste brutal entre o que ela de fato ERA e o que SE ACHAVA!

Sentimento de Cristo pelo fato da igreja ser assim:

v.16

... estou a ponto de vomitar-te da minha boca

Talvez a frase mais forte de Cristo para discípulos.

Lembro da infância, quando tomava água morna para vomitar quando estava nauseado.

Cristo estava perto de destruir a igreja.

E o motivo é chocante: estava sem aguentar a igreja!

Vômito é o organismo violentamente expulsando do estômago um alimento ou alguma coisa que está insuportável.

Até o ato de assistir alguém vomitando é repulsivo.


E Cristo chegou a esse ponto com a igreja de Laodicéia.

Preciso dizer para termos cuidado?


A repreensão terminara. Agora vemos uma guinada nas palavras de Jesus.

Após a dura condenação, Cristo mostra o caminho, a solução.

Aliás, Deus SEMPRE mostra a solução, até para o pior dos pecadores!


v.18

Aconselho-te que de mim compres...

Comprar: αγοραζω agorazo: lit.: ir ao mercado; fig.: negociar lá, comprar ou vender

A solução era a igreja “negociar”, conseguir três coisas dEle.

Antes de examinar, veja que as 3 coisas com que a igreja poderia agradá-Lo, só Ele tinha!


Ao mesmo tempo em que Ele é alvo do nosso agrado, Ele é a fonte das coisas que teremos de ter para agradá-Lo!


Voltando, vejamos as três coisas:

1. ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres

Como se dissesse: “Eu sei que tens muito ouro. O problema é que teu ouro não vale nada para mim. Queres ficar rico? Tudo bem, eu gosto de riqueza. Eu próprio sou riquíssimo! Só que é preciso conseguir um tipo de ouro que eu valorizo: Virtudes. Como conseguir esse ouro? Só eu tenho. Queres?”

Esse ouro seria de graça, mas a um certo custo. Qual? Responderei adiante!


2. vestiduras brancas para te vestires ...não seja manifesta a vergonha da tua nudez

Obviamente a “nudez” não se limitava à arrogância e confiança nas coisas do mundo.

Uma igreja assim estaria cheia de frivolidades, falsidades, hipocrisia, falta de amor, etc.

Vestiduras brancas: obras de justiça, de serviço, de testemunho. Ap 19.8


3. colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas: visão espiritual com humildade.


Seria espetacular se Jesus desse uma pista para conseguir dEle essas coisas.

E deu, na 2ª parte do v.19. Mas antes, fez uma espécie de parênteses, como uma explicação por estar sendo tão duro:


v.19a

Eu repreendo e disciplino a quantos amo

Considero aqui um parêntese, quase explicando porque foi tão duro.

Quase posso ouvir o TOM da voz dEle abrandando!

A chave aqui é o verbo AMAR!

Tanta indignação, tanta repreensão, tanta disciplina, apenas porque Cristo os amava! Falta de disciplina é falta de amor: Hb 12.6-7; Dt 8:5; Sl 89:30–34; Sl 119:75; Pv 3:12


Aceitemos, como igreja, a disciplina que vem de Cristo!

Aceite, como crente, ser disciplinado.


Agora o caminho para a igreja obter aquelas coisas dEle e ser plenamente restaurada.

Duas atitudes:

v.19b

1. Sê, pois, zeloso: ter interesse, valorizar a ponto de ter ciúme. Algo interno.

Consequência externa: empenhar-se, buscar com intensidade

Estava faltando na igreja de Laodicéia interesse real pelas coisas de Cristo.

Em algum momento o olhar se voltou para o mundo e as riquezas, perderam a lucidez e deixaram de enxergar e praticar as coisas valiosas para Deus.

Solução: voltar o coração para Cristo novamente e, deixar-se queimar de ardor pelas coisas dEle e as buscar avidamente.


Mas... faltava algo, sem o qual o caminho da restauração continuaria totalmente vedado e jamais nasceria zelo novamente na igreja:


2. ... e arrepende-te


Continuaremos na próxima semana.

Que Deus nos abençoe. Amém



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com