Um site para quem precisa da Verdade
PREGAÇÕES

Apocalipse, milênio e eternidade 40 - Ap 14.6-8: Adore a Deus, o Criador


Mauro Clark - 27/01/2019
53 minutos




Apocalipse 14.6-8

Série “Apocalipse, milênio e eternidade” - 40: Ap 14.6-8 - Adore a Deus, o Criador

Ap 14.6-8


Relembrando as quatro últimas visões de João:

* Dragão (Satanás), que lutou no céu contra Miguel, foi derrotado e expulso do céu para a terra, onde foi perseguir Israel e os crentes.

* Anticristo (1ª besta)

* Falso profeta (2ª besta)

* O Cordeiro (Cristo), com os 144 mil no monte Sião.


A Tribulação está em sua fase final, antes da gloriosa volta de Cristo, no cap. 19.

Imediatamente antes da volta de Cristo, Deus derramará 7 flagelos sobre a terra, incluindo, no sétimo, o julgamento e destruição da Grande Babilônia (cap. 15, 16, 17 e 18).

Mas até o início da visão dos 7 anjos com os flagelos, João ainda terá outras visões, que podemos dividir em dois blocos:


1º bloco, com 3 visões, cada uma de um anjo voando pelo céu, anunciando alguma coisa:

v.6-7

Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.


No final da Tribulação, após a terra estar devastada pelas catástrofes dos 7 selos e das 7 trombetas, além do domínio do diabo, via anticristo e falso profeta, idolatria, imoralidade, paganismo desenfreados, perseguição dos judeus e crentes, mesmo assim Deus manda um anjo pregar o Evangelho pelo céu!

Evangelho eterno: envolve a eternidade, sempre será válido.

* A quem o anjo-pregador deveria pregar: a todos os habitantes da terra, sem distinção – exatamente como foi desde que Cristo mandou os discípulos irem por todo o mundo e pregar. O princípio ainda está valendo!

Aliás, veja o tamanho da plateia desse anjo!


* O que o anjo deveria dizer: que todos tivessem três atitudes com relação a Deus:

1. Temê-Lo

O velho princípio bíblico: o temor do Senhor é o princípio da sabedoria – Sl 111.10


2. Dar-Lhe glória

... pois é chegada a hora do seu juízo:

Não que podia deixar de temer e dar glória a Deus se não tivesse chegado a hora do juízo. Mas, tipo: “Pelo menos comecem agora, pois não haverá mais tempo”.

Deus gosta de dar oportunidades ao pecador. Mas o tempo estava acabando!


3. Adorá-Lo, por Ele ser o Criador.

A discussão Criação x Evolução é antes de tudo uma questão espiritual, está na base da adoração aceitável a Deus.

Quem não crê em Deus como Criador de tudo, é impossível ser salvo.


Lição: se hoje já é fora de moda a doutrina da Criação, mesmo em países considerados cristãos, quanto mais no final dos tempos, com a incredulidade e o desprezo generalizado às coisas de Deus. Mesmo assim, Deus manda um anjo pregar.

Essa pregação angelical e sobrenatural, será maciçamente rejeitada, até ridicularizada.

Mas não importa:

I. Os homens ficarão cada vez mais sem desculpa.

II. Alguns deverão aceitar!


Não é válido perdermos o ânimo de pregar o Evangelho pelo fato de estar fora de moda e altamente impopular ou porque é perigoso ou por qualquer motivo que seja.


Você tem falado o Evangelho eterno sempre que pode, mesmo que para apenas um?


2ª. visão:

v.8

Seguiu-se outro anjo, o segundo, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia que tem dado a beber a todas as nações do vinho da fúria da sua prostituição.

Não diz, mas deve estar voando pelo céu, como o primeiro.

Ou de fato “acabou de cair” (pulo cronológico) ou “vai já cair”.

... grande Babilônia: cidade enorme, fortíssimo centro comercial-financeiro que influencia o mundo inteiro, e que ao mesmo tempo é um poderosíssimo sistema religioso, idólatra e imoral, perseguidora dos crentes.

Essa queda anunciada agora, será descrita nos cap. 17 e 18 – o assunto que recebeu a maior quantidade de palavras em Apocalipse.

A frase “dado a beber a todas as nações... prostituição” será repetida em 18.3 e veremos o conteúdo quando chegarmos lá.

Mas, à parte do conteúdo, pergunto: por que Deus fez questão de mandar um anjo anunciar a queda da Babilônia se todos saberão imediatamente, todo o mundo será afetado e o assunto será amplamente comentado, conforme veremos no cap. 18?


Sugestão: Ali teremos as palavras e comentários dos próprios homens. Aqui temos a versão do próprio Deus, por meio do anjo. Aqui é o veredito oficial.

Cada um pensasse o que quisesse sobre a queda da Babilônia, mas aqui está a verdade, claramente anunciada por um anjo no céu.

Ninguém poderia dizer que não sabia o que Deus achava da Babilônia.


Pode até ser interessante comentários e opiniões de homens inteligentes, filósofos, até mesmo teólogos cristãos, mas o que interessa mesmo é o que está na Bíblia.       

E a doutrina pura é importante não apenas para o crente saber, mas para passar adiante.


Continuaremos na próxima semana.


Que Deus nos abençoe. Amém



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com