Um site para quem precisa da Verdade
PREGAÇÕES

Série Êxodo 46 - Grandes promessas de Deus - Êxodo 19.7-25


Mauro Clark - 28/04/2019
35 minutos




Êxodo 19.5-13

Grandes promessas de Deus - Ex 19.5-13

Ex 19.5-13


Vimos Israel chegando ao pé do monte Sinai, onde receberia a Lei, incluindo os famosos 10 mandamentos. Ali passaria onze meses.

Moisés fez 7 ou 8 subidas ao monte: esta é a primeira.

Com a 1a. parte da tarefa cumprida (o povo fora do Egito), faltava a 2a. : entrar na Terra Prometida. Mas antes disso, pausa para recebimento da Lei e construção do tabernáculo.


Deus fala 2 coisas a Moisés, para que ele transmitisse ao povo:

1. Que observassem o tamanho do livramento que Deus operara. Já comentamos.

Ficamos de ver hoje a 2ª parte do que Moisés deveria transmitir.

v.5-6

2. Deus impunha duas condições para que eles gozassem de 3 bênçãos.

Condições:

1) Ouvirdes a minha voz: atender, levar a sério, crer na a voz dEle

2) Guardardes a minha aliança: cumprir a Lei, com todas as orientações.

Vemos aqui a poderosa dupla, presente em toda a Bíblia: FÉ (crer) e OBEDIÊNCIA.

E quais as 3 bênçãos? Deus promete que eles seriam:

a) Propriedade particular entre todos os povos
b) Reino de sacerdotes (o povo judeu como mediador entre os povos e Deus)
c) Nação santa (separada, consagrada)


Que promessas! Que privilégio, jamais dado a um povo.


v.7-8a

Moisés desce do monte e relata tudo aos anciãos, que levaram ao povo.

O povo reage de modo primoroso, prometendo obediência e cumprimento:

 

Tudo o que o Senhor falou faremos.

Lindo, não? Pena que tamanha confissão de submissão era totalmente inconsistente.

Infelizmente Israel não cumpriu as condições, tropeçando dias depois!

E ao longo do tempo, após várias crises, julgamentos, exílios, novas oportunidades, finalmente foram espalhados em 70dC.


Veio o período da Igreja. Mesma expressão referida a ela: 1Pe 2.9


Porém, se engana quem pensa que Israel foi definitivamente afastado e a Igreja o substituiu de uma vez por todas.

A promessa a Abraão de fazer dele um reino era incondicional e continua de pé.

Certo que o povo não aproveitou as várias chances dadas e perdeu muitas bênçãos.

Mas um dia Israel voltará a ser reintegrado como povo de Deus na terra, só que dessa vez composto basicamente de salvos! E haverá chuvas de bênçãos.

O processo já começou, inclusive quanto ao aspecto físico. É só olhar no mapa!

E quanto ao aspecto político, é só ler as notícias internacionais!


Voltando ao monte Sinai, Moisés sobe o monte pela 2a. vez e relata a Deus o ocorrido.

v.8b-13

(v.13b: deve se referir a Arão e anciãos, que depois teriam permissão de subir).

Deus diz 2 coisas a Moisés:

1. Passaria a falar com Moisés numa nuvem escura, para que o povo soubesse que Moisés tinha acesso direto a Deus e o acatasse.
Por que depois de tudo o que Moisés fizera, ainda precisavam de prova de que Deus falava por ele?

Resposta: incredulidade. Incredulidade faz dessas coisas. Inclusive a nossa!

2. Mandou Moisés voltar e purificar o povo (lavar roupas, abstinência sexual), marcar limites na base do monte para que não ultrapassassem, sob pena de morte.

Deus iria descer no monte dali a 3 dias.


Interessante: acesso direto a Deus sempre foi impedido no VT.

No tabernáculo e no Templo havia o Santo do santos, em que apenas um homem (Sumo-sacerdote) poderia entrar e apenas uma uma vez por ano!


Mas agora, no pé do monte, era provável o povo querer subir no monte para chegar mais perto, como curiosidade, quando começasse o barulho e a tremer.

Mas Deus não dava acesso a ninguém (exceto Moisés e depois alguns outros).

Quem fosse, seria morto, e de longe, para ninguém tocar nele.


Aqui vemos a importância do véu se rasgar quando Cristo morreu: acesso aberto!


Que Deus nos abençoe. Amém



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com