Um site para quem precisa da Verdade
PREGAÇÕES

Autoridade de Jesus Cristo – 1ª parte


Mauro Clark - 21/10/2018
58 minutos




Marcos 1.21-28

Autoridade de Jesus Cristo – 1ª parte

Mc 1.21-28


Não irei desenvolver o trecho, mas falar sobre a autoridade de Jesus.

Nste episódio Jesus estava com aproximadamente um ano de ministério (total: 3,5 anos).

Autoridade era uma característica marcante e evidente do ministério de Jesus.


Aqui Marcos não explica claramente a que tipo de autoridade se refere, mas ao dizer que Jesus falava com autoridade e não como os escribas, dá uma pista do que quer dizer.

Escribas: intérpretes da lei.

Interessante é que eles tinham autoridade em termos de Escrituras.

Então se Jesus falava com uma autoridade que eles não tinham, certamente não se referia a uma autoridade puramente técnica, do tipo “rabi tal disse tal coisa”, ou uma autoridade baseada não em cultura ou grau de instrução, mas uma ...

* uma autoridade PESSOAL, inerente à própria Pessoa

* no peso da presença

* na firmeza das afirmações, sem respaldo de qualquer rabi


Os judeus ficaram sem saber nem a quem comparar tanta autoridade.

Não havia uma categoria familiar a eles que explicasse a autoridade soberana com a    qual Jesus falava e agia. (Willian Lane, NICNT)


Mas aprofundemos um pouco mais, com duas perguntas:

1) De onde vinha esta autoridade, ou seja, qual a base da autoridade dEle?

Antes, vejamos de onde NÃO vinha:

* de riqueza - não tinha onde reclinar a cabeça

* de força política - nenhuma!

* força militar - não tinha.

*de personalidade altive e arrogante: era humilde de coração.


E de onde vinha?

Antes de tudo, recebeu de Deus: Jo 5.26-27; 10.17-18; 17.2; Mt 28.18 (implícito)

Além disso, é importante considerar:

* Num mundo onde só tem pecadores, era perfeito, sem pecado: Jo 8.46


* Era o Filho do homem: Jo 5.27: padrão da raça, é o melhor, o CAMPEÃO, o 1o. lugar, o medalha de ouro da humanidade.
Ex.: Campeão de tênis: autoridade para falar de tênis.


* Finalidade da sua missão: dar a vida para salvar almas: não tinha obrigação nenhuma, deixou a Sua glória, seria rejeitado por muitos, tudo isso por puro amor.

Isso, por si só, gera autoridade natural e imensa!


2) Que tipo de autoridade tinha jesus, ou seja, autoridade sobre o que e para que?

* Sobre o vento e o mar: Mt 8.23-27, ou seja, sobre os elementos físicos.

* Para pisar serpentes e escorpiões, isto é, dominar animais hostís e perigosos: Lc 10.19
* Para mandar nos espíritos imundos e interferir no poder do inimigo - Mc 1.27; Lc 10.19
* Para ensinar de modo a deixar perturbado quem ouvisse: Mc 1.22
Maravilharam-se: não alegres, eufóricos, mas meio apavorados.

Continuaremos na próxima pregação.

Que Deus nos abençoe. Amém



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com