Um site para quem precisa da Verdade
PREGAÇÕES

Para Cristo, não há neutro


Mauro Clark - 17/12/2017
57 minutos




Mateus 12.30

 

 

Para Cristo, não há neutro

Mt 12.30

A imagem de Jesus sofredor, vítima e coitadinho é lamentável e perigosa. 

Ele é o Senhor dos Exércitos e o Senhor dos senhores.

Aqui vemos o Rei dos reis falando com muita majestade de uma característica do reino dEle: não há neutro.

E diz isso de duas maneiras ou em duas etapas:


1. Quem não é por mim é contra mim

Quando o assunto é Jesus Cristo, não há neutro.

Na realidade, desde que o pecado entrou no mundo, só há dois tipos de situação para o homem: ser com Deus ou contra Deus.

Ou, de outra maneira: continuar pecador, inimigo de Deus ou crer em Deus, arrepender-se, ser perdoado e passar a viver com Deus.

Nunca houve uma terceira hipótese. Nunca houve o neutro.


Em termos do NT, podemos dizer: ou alguém é por Cristo ou é contra Cristo.

Não há uma terceira hipótese. Não há o neutro.


Mas Jesus não estaria sendo muito radical? Claro! E teria de ser assim.

Por pelo menos três motivos:

a. Ele é um ser Santo, não pode conviver com o pecado.

E para considerar alguém como sendo “por Ele”, com Ele, dEle, tem de ser alguém que já teve seus pecados limpos pelo sangue dEle, regenerado, nascido de novo.

Quem não passou por isso, continua perdido, escravo do diabo, submerso em pecado.

É obvio que alguém assim não tem parte com Ele, é contra Ele.


b. Ele é Justo e terá de julgar conforme os pecados de cada um.

E só há um modo de alguém ser julgado e inocentado: ser justificado pela fé em Cristo.

Se não for assim, será condenado.


c. Jesus deixa a Sua glória, humilha-se e morre, para salvar pecadores: 1Tm 1.15.

E a maioria não dá valor à Pessoa dEle, vê com descaso.

Podem até argumentar que são neutros, mas uma neutralidade que rejeita, que despreza.

Uma neutralidade agressiva.

Custou muito para Ele tornar-se o Salvador! É razoável que Ele queira ser levado a sério.


O fato é que Cristo previne e adverte: Ou é  comigo ou é contra mim. Não há 3ª. opção.


Agora, reconheço que muitos não têm essa conscientização que são contra Cristo.

Não se sentem assim, até se chamam cristãos.

Mas o fato de não se sentirem, não significa que não são.

E se pensassem um pouco, veriam todo o sentido no que Cristo está dizendo.

Afinal, dizem que são de uma religião “cristã”, falam bem de Cristo, mas não têm um compromisso pessoal com Ele.

Nunca se arrependeram e nem foram até Ele humildemente pedindo perdão, crendo nEle e decididos a ter uma vida pura, o mais possível.

Cristo não vai aceitar qualquer um do seu lado só porque se diz cristão e fala nEle.

Pessoas sem compromisso pessoal com Ele serão consideradas CONTRA Ele.


Veja o tamanho e a gravidade dessa verdade que Jesus ensinou aqui.

Quem for contra esse Homem que é também Deus, sofrerá terrível consequência!


A segunda maneira de Jesus dizer que, com Ele, não há neutralidade é:

2. Quem comigo não ajunta, espalha

Antes Ele falou de um posicionamento com relação a Ele: “ser com” ou “ser contra”.

Agora falar de atividade: ajuntar ou espalhar.

Obviamente o que ajunta é o que está com Ele e o que espalha é o que está contra Ele.


Três observações:

I. Cristo tem um trabalho a fazer pessoalmente! Ele falou muito desse trabalho que o Pai lhe deu para realizar.

A parte fundamental (morrer pelos pecadores), foi feita, mas hoje no céu continua aplicando o poder que conquistou ao ressuscitar, e trabalha salvando almas, como que juntando para Si pecadores perdoados e tornados filhos de Deus.


II. Cristo considera que quem está com Ele, automaticamente irá trabalhar para Ele, com Ele, no serviço dEle.

Não há a hipótese de ser “com” Cristo e ficar parado, quieto, só olhando a obra dEle.

(Aliás, se alguém se diz crente, mas não trabalha para Cristo há algo errado).


III. O que não é por Ele e, portanto, é contra Ele, é visto por Ele não apenas como deixando de ajuntar com Ele, mas espalhando o que Ele está tentando ajuntar, ou seja, ATRAPALHANDO o trabalho dEle.

Para Cristo isso é equivalente a ESPALHAR o que Ele quer ajuntar – como que tornando os pecadores ainda mais longe dEle. Isso é muito afrontoso!

Imagine alguém na sua frente deixar cair uma sacola de compras. Você passa e, além de não ajudar a recolher, chuta as coisas com o pé para ainda mais longe. É chocante!


Pois quem não é por Cristo, está impedindo não alguém de juntar umas compras no chão, mas o próprio e Todo-Poderoso filho de Deus de fazer a obra dEle. Que risco, amigo!


Você pode pensar que está numa posição passiva com relação às coisas de Cristo porque, embora não seja atuante nas coisas dEle, também não faz mal. É neutro.

Cuidado! Cristo não pensa assim. E Ele está avisando isso, claramente.


Ele é muito paciente e misericordioso, esteve aqui em grande humildade.

Mas não confunda isso com um Salvador bonzinho, molinho, precisando de alguém para salvar, carente, que faz qualquer coisa para que alguém O siga.

 Não esqueça que Ele:

- Tem toda a autoridade no céu e na terra – Mt 28.18

- Vai julgar a humanidade – Jo 5.22

- É o Filho de Deus – Lc 1.35; Jo 3.18

- Ele próprio é Deus – Jo 10.30


E Ele é inflexível quando se trata de dedicação a Ele.

O texto não específica o que acontecerá com os que são considerados “contra Cristo” e que “espalham” o que Ele quer ajuntar, mas toda a Bíblia afirma: serão condenados e sofrerão eternamente no inferno, jogados no lago de fogo.


Até aqui temos visto que Jesus Cristo exige um posicionamento de todo ser humano, deixando claro que tudo gira em torno dEle e que cada um será julgado por ter sido “por Ele” ou "contra Ele”.


Agora quero dar um giro de 180º e olhar a mesma passagem pelo ângulo oposto.

Essa afirmação ao mesmo tempo que é uma terrível ameaça, pode se transformar numa espetacular oportunidade: ser POR Cristo!


E quem se torna POR CRISTO, estará automaticamente convocado para o que é mais espetacular para qualquer ser humano: trabalhar para Cristo!

E mais trabalhar COM Cristo.

Ele não disse “Quem não me deixa ajuntar”, mas “Quem comigo não ajunta”.

Lembre-se: Ele está trabalhando também!


Ele ainda tem muito trabalho a fazer e aceita a nossa cooperação.

Podemos fazer companhia a Ele no trabalho de Deus de salvar almas e de fazer com que os salvos (a Igreja) deem  bom testemunho para a glória do Pai.

O próprio Filho de Deus nos convidando para trabalhar com Ele. Que honra!


Então, se por um lado esse versículo é uma ameaça, por outro, é um maravilhoso convite.

E para quem aceita, tudo se reverte:

- O poder dEle em vez de ser contra, é a favor: Jo 10.27-28

- Em vez de ira, amor: Jo 15.9-10

- Em vez morte, vida: Jo 14.6


Pois é, amigo, só existe dois tipos de pessoas no mundo: Com Cristo ou contra Cristo.

Muitos pensam que ficar em silêncio os livrará da ira de Deus.

“Vou ficar quieto, sem estar criticando, e se houver um juízo mesmo, Cristo não terá motivo para me mandar para o inferno.”

Mas é o contrário: considerado-o contra, Ele não terá motivos para lhe tirar do inferno.

Leve Cristo mais a sério e peça com humildade que Ele lhe coloque no primeiro grupo!


Que Deus nos abençoe. Amém!



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com