Um site para quem precisa da Verdade
PREGAÇÕES

Cl 3.1-3 - Cadê a minha vida?


Mauro Clark - 18/06/2017
55 minutos




Colossenses 3.1-3

CADÊ A MINHA VIDA?

Cl 3.1-3


v.1

Portanto...: Paulo retoma o assunto do trecho v.12-13 (ler).

Ou seja, estavam mortos espiritualmente, mortos para Deus e vivos para o mundo, para a carne, escravos do Diabo.

Em Cristo tudo se inverteu: morreram para o mundo (se desligaram do mundo, se libertaram das garras do Diabo) e foram ressuscitados com Cristo, ou seja, receberam vida espiritual, um novo relacionamento com Deus.


... se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as cousas lá do alto...

Tendemos a só enxergar aqui a questão de buscar as coisas do alto.

Mas observe que ANTES dessa ordem, há uma condição de ... se fostes (considerando que foram) ressuscitados juntamente com Cristo - isto é, mortos para as coisas do mundo e vivos para Deus, convertidos a Cristo, salvos pela fé.

Ou seja, para quem não é crente em Cristo nem tem sentido buscar as coisas do alto.


Por outro lado, quem se converte a Cristo, precisa aprender a buscar as coisas do alto.

E por que as coisas do alto? Porque é lá...

... onde Cristo vive assentado à direita de Deus - no céu

Se é lá onde Cristo reina Todo Poderoso, e nós somos organicamente ligados a Ele, então é lá onde o crente buscará seus novos padrões.

E esses padrões são totalmente diferentes dos padrões do mundo. É outro ambiente.


Só que tem um detalhe: o céu está lá e nós estamos cá em baixo, na terra.

Pode parecer um pouco estranho que Paulo insista tanto que nós, vivendo no mundo, busquemos os padrões de onde Cristo vive, no céu.

No v.3 isso se esclarecerá de modo interessante.


v.2a

Pensai nas cousas lá do alto

Praticamente repete a ordem, mas com uma adição sutil e significativa.

Mudou de “buscai” para “pensai”.

Pensar: não apenas se lembrar de vez em quando, mas levar em consideração, se concentrar, voltar a mente para o assunto.

É como se Paulo dissesse: “Aliás, antes mesmo de buscar as coisas do alto, pensai nelas, pois ninguém busca aquilo no qual não está pensando”.


Três coisas sobre o pensamento:

1. As ações são meros resultados dos pensamentos.

Se alguém dedicar muito seu pensamento para coisas violentas, tenderá a ser violento.

Se for coisas sensuais, terá impureza na sua mente, conversas, comportamento.

Assim também na área espiritual: se pensar nas coisas do alto, mais naturalmente praticará obras com os padrões das coisas do alto


2. É exclusivamente pessoal

Alguém pode quebrar o braço de outro, furar o olho, cortar a língua, torturar o corpo, tirar a vida. Mas o pensamento, ninguém toma dele.

Esse é o único bem que temos totalmente livre de terceiros.

Se decide pensar em algo, você pensa. E ainda é segredo seu!


3. Usa onde e quando quiser

Para pregar, precisa de ouvintes. Para ir ao culto, tem dias e horas certas. Para ler a Bíblia, é preciso ter a própria Bíblia e condições apropriadas.

Mas para pensar em Deus, não há restrições de tempo ou lugar. Que privilégio!


Voltando:

v.2b: ... não nas que são aqui da Terra

Esse aspecto negativo da ordem é fortíssimo!

Os pensamentos nas coisas do alto não devem apenas ser adicionados aos da terra.

É para substituírem os da terra.

Os pensamentos daqui de baixo devem ser eliminados. É uma troca radical.

É incompatível considerar seriamente as coisas do céu e, ao mesmo tempo, as da terra.


Coisas da terra” não são apenas pecaminosas, imorais, iníquas, mas também as ligadas com a nossa sobrevivência, manutenção, as preocupações da vida em geral.

Ou seja, coisas não pecaminosas em si, mas cuja atenção exagerada terminam nos impedindo de pensar mais nas coisas do alto.

 

Deus lhe permite investir grande parte do seu tempo, energia, saúde, para ganhar dinheiro e assim suprir suas necessidades e da sua família, até mesmo com conforto, etc.

Mas tem uma coisa da qual Ele não abre mão: o seu pensamento, o seu coração!


Tudo bem em dedicar-se ao trabalho com afinco, procurando melhorar o padrão de vida.

Mas tudo mal em empregar o coração para as coisas deste mundo. Dedique-o a Deus!

Trabalhar para ganhar o pão é correto. Exaurir-se e angustiar-se pela vida é errado.


Já pensou se Ele dissesse: “Concentrem-se nas coisas desta vida. Angustiem-se!”

Mas Ele diz o contrário. O pesado fica com Ele e o leve para nós.

Existe algo melhor do que pensar e pensar e pensar nas coisas de um Deus santo?

O ponteiro da bússola você pode rodar, que sempre apontará para o Norte.

O crente, em qualquer situação, deve estar sempre apontando para as coisas do alto.


Voltando: Qual é a lógica por trás dessa ordem? Por que não deverei pensar nas coisas de onde eu estou (terra), mas sim nas coisas do alto, onde eu não estou?


v.3a: porque morrestes

A mesma verdade do v.1, só que sob outro ângulo.

Lá, falou que o crente ressuscitou com Cristo.

Aqui, enfatiza que o crente morreu com Cristo - se ressuscitou é porque morreu antes.

Como se dissesse: “Tem pleno sentido eu mandar vocês não pensarem nas coisas da Terra, pois afinal vocês morreram para o mundo e, assim, não devem ter mais nenhum interesse por aqui. Agora vocês são estrangeiros”.


Eu e um americano, nos EUA: conversa sobre problemas sociais americanos. Ele empolgado e preocupado, eu só para passar tempo. Não sou de lá.


Assim devemos ser nós com relação ao mundo.

Claro que até certo ponto temos de pensar nas coisas do mundo pois ainda estamos aqui. Mas esse “ponto” certamente é muito mais “para cá” do que temos o costume.

Quase sempre estamos muito mais “para lá” do que Deus gostaria, agarrados com as coisas daqui: saúde, dinheiro, bem-estar, posições, etc.


Um crente poderia dizer, meio confuso:

“Eu vivo no mundo, mas não sou do mundo.

Estou envolvido com as coisas daqui (família, trabalho, moradia, tudo), mas não devo me concentrar demais nessas coisas, pois são temporárias e sem importância em si mesmas.

Devo pensar nas coisas do alto, do céu, mas não sei onde fica o céu.

Sou ressuscitado com Cristo, mas nunca vi Cristo.

Devo seguir os padrões de um Pai celeste com Quem nunca conversei pessoalmente.

Tenho CPF e Identidade na terra, mas sou cidadão do reino de Deus, onde nunca estive.

Já tenho a vida eterna, mas vivo no médico, tomando remédios e cansado no fim do dia.

Francamente, as coisas daqui parecem super-reais, enormes, onipresentes, enquanto as coisas do alto (corpo novo, morada nova, bênçãos, alegria, ) parecem tão remotas, tão vagas! É difícil viver assim”.


Pois pensar assim é pensar biblicamente! E a explicação é:

v.3b: ... a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus


Essas realidades celestiais e que têm tudo a ver conosco, estão agora como que escondidas com Cristo sob o poder de Deus.

É isso que causa toda essa tensão.

Não estamos numa situação ideal. É precária. É desconfortável mesmo.

Mas é o que temos agora e precisamos tirar proveito disso para o nosso bem espiritual.

Além do mais, há uma grande notícia: esta situação é PROVISÓRIA:

ler v.4 - comentaremos na próxima pregação.


Tenhamos constantemente Cl 3.1-3 em mente.

É maravilhoso podermos esvaziar o coração de angústias e preocupações, para encher até transbordar de pensamentos das coisas do alto, orando, lendo, meditando, conversando com irmãos, dando graças, pedindo, conhecendo mais e mais, crescendo no Senhor Jesus!


Que Deus nos abençoe. Amém



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com