PREGAÇÃO

ACJ-04 - Pressionado, Ele cedeu

Mauro Clark

Jo 2.1-10; Mt 15.21-28         05/07/2015          30 minutos


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close ACJ-04 - Pressionado, Ele cedeu
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior


Na pregação passada (Agindo como Jesus - 3) vimos situações em que Ele queria fazer algo e pessoas resistiram.

Hoje, o contrário: pessoas queriam fazer algo que Ele é que não queria. 

E Ele cedeu ou não? Às vezes sim, às vezes não. Veremos hoje 2 do 1o. caso.

Na próxima pregação, três do segundo.

 

QUANDO ELE CEDEU

1) Pedido de Maria para que interferisse na falta de vinho no casamento: Jo 2.1-10

Deixou claro que não gostou que ela O envolvesse no problema. Por que? 2 motivos:

1) Ela não estava entendendo o ministério dEle - que tenho eu contigo?

2) Mesmo considerando que o ministério dEle incluiria milagres, ela estaria precipitando as coisas: Ainda não é chegada a minha hora.

Interessante é que mesmo reclamando, Ele atendeu. Por que?

Porque o PROPÓSITO de Maria era saudável. Se ela confundiu um pouco as coisas, era por falta de maior compreensão do ministério de Jesus.

Ela queria ajudar o constrangido anfitrião e os noivos.

Talvez também quisesse, mostrar que o filho dela tinha poder do alto.

Mas nada que fosse errado. Embora um pouco antes da hora, não seria em si errado Ele fazer aquele milagre.

Então, depois de registrar que não gostou muito resolveu atender.

Claro que demonstrou atenção muito especial a Maria e, em 2o. plano, ao próprio dono da casa que O tinha convidado. 

 

Lição: Quando alguém, com boa intenção, quiser que você faça alguma coisa útil a outros, mesmo que você ache o assunto meio deslocado, fora de hora, considere fazer.

Esta não é uma regra obrigatória, nem doutrina. Mas é um procedimento saudável.

No caso de aceitar fazer, seria bom explicar à pessoa que a ideia não é assim tão boa, tem alguns inconvenientes, mas que você fará para agradá-la e talvez beneficiar outros.

 

2) Mulher siro-fenícia - Mt 15.21-28

Jesus resistiu 3 vezes: 1) silêncio, 2) dizendo que foi enviado para Israel e 3) dizendo que não é bom tirar o pão dos filhos.

A aparente recusa era um TESTE da vontade e a fé dela, ao mesmo tempo em que daria bela lição aos discípulos e a quem lesse a história. Ela i nsistiu, Ele cedeu.

 

Lição: quando alguém BEM INTENCIONADO quiser de você alguma coisa correta, não é errado TESTAR a genuinidade daquela vontade e RESISTIR um pouco.

Ex.: acontece do crente que foi disciplinado ou esteve ausente, quando volta, quer atuar a pleno, e logo!

Geralmente nós, pastores,  resistimos um pouco - querendo deixar, mas sabendo que não é a hora. Se a pessoa insiste e com o espírito bom (como a siro-fenícia) é ótimo sinal.

 

Que Deus nos abençoe com esses utilíssimos exemplos de Jesus. Amém

Mauro Clark, 67 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2020
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2020 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b