PREGAÇÃO

Coitado do tolo! (ECLESIASTES 38)

Ec 10.2-3, 12-15      58 minutos      08/05/2022         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Coitado do tolo! (ECLESIASTES 38)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior
 

O capítulo dez enumera princípios estabelecidos por conclusões diversas de Salomão.

E como fala muito sobre o tolo (v.2,3,12-15), dedicarei toda a pregação ao assunto, ainda complementando com duas passagens de Provérbios.

 

v.2

... bem: RA: lado direito (hebraico: lit.: está na sua mão direita)

... mal: RA: esquerda (hebraico lit: está na sua mão esquerda)

 

Traduzir por “bem” e “mal” é meramente interpretativo: pessoalmente, não simpatizo como esse tipo de tradução.

Quanto ao aspecto literal, alguns acham que mão direita mostra proteção, e isso é como repetição do princípio de que a sabedoria garante segurança.

Penso que significa apenas que os corações do sábio e o do tolo tem inclinações opostas.

Se o sábio quer o lado direito, o tolo quer o direito.

Se o sábio quer o bem, o tolo quer o mal.

Se o sábio é prudente, o tolo é imprudente.

 

v.3

A ideia aqui é o comportamento do tolo visível aos outros.

Vai pelo caminho: deve se referir ao caminho da vida, o dia-a-dia.

Mas, mesmo sendo um caminho  específico, por exemplo, uma rua movimentada ou uma estrada, dá para perceber o que anda no meio da rua, atravessa fora do lugar, etc.

Claro que, na vida, há situações muito mais complexas do que andar numa rua, mas que igualmente todos notam quando é um comportamento insensato.

Seja como for, a trajetória de um insensato é fácil de ser percebida. Pv 13.16

 

v.12-13

Novo contraste do sábio com o tolo.

As palavras do sábio lhe trazem favor

RA (Revista e Atualizada é mais literal: Nas palavras do sábio há favor)

Ideia é que o sábio, com palavras de graça, naturalmente atrais graça para ele próprio.

... mas o tolo é destruído pelo que diz.

Destruído: hebr.: lit. engolido. RA: ... ao tolo os seus lábios devoram

O v.13 explica o motivo: o que ele diz é...

* Tolice (lit. insensatez, falta de juízo)

* Loucura perversa: não uma loucura inofensiva, mas nociva, prejudicial.

 

Pv 18:6-7: O tolo é polêmico, rapidamente transforma uma conversa numa discussão.

E na própria discussão, se comportará de modo a irritar os outros e será resistido.

É como se estivesse gratuitamente procurando ser “surrado”.

Conclusão: O tolo é altamente destrutivo a si mesmo! Ele próprio é o seu grande inimigo.

 

v.14

Mais uma característica do tolo: parece que acha pouco falar bobagens sobre as coisas que acontecem, e ainda se mete a falar sobre o futuro!

Salomão bate duro: Que base você tem para afirmar isso, sabichão?

Já notou que o tolo tem um ar professoral quando fala?

É que ele está convencido de que é mais capacitado que os outros, que enxerga até como as coisas vão acontecer.

 

Pv 18.2 complementa bem a ideia.

O tolo não gosta de aprofundar no conhecimento.

Quando lê ou ouve alguma coisa e gosta, pronto: ali coloca toda a sua convicção!

Não se expõe a ideias diferentes, não quer comparar, não quer aprender nada além do que já sabe (ou acha que sabe).

Quando entra numa conversa, não se interessa em escutar, considerar, refletir depois.

O que ele quer mesmo é falar, dizer o que pensa, ensinar o que os outros (aos olhos dele) precisam aprender!

 

v.15

Claro que todo mundo se cansa com o trabalho.

Mas a ideia aqui é que o tolo, coitado, é contraproducente.

Não que seja preguiçoso. Ele trabalho e se cansa, mas é como fosse à toa, pois não sabe fazer as coisas direito – nem mesmo dar um recado! Pv 26.6

 

Essas passagens (e muitas outras na Bíblia) falam de um tolo consumado, alguém que é claramente caracterizado como insensato, ao longo da sua vida.

Só que todos, aqui e ali cometemos atos de tolice, mesmo não sendo totalmente tolos.

É como a diferença entre um mentiroso inveterado e alguém que ocasionalmente profere uma mentira.

 

Dito isto, quero terminar com algumas lições dirigidas a todos nós: os tolos de ocasião e os tolos inveterados. Cada um se autoqualifique!

 

Lições:

1. Se você está frequentemente sendo advertido por amigos sobre seu comportamento, é provável que você esteja se comportando como tolo e eles, é claro, estão notando.

 

2. Se você normalmente é o que fala numa roda de conversa, talvez esteja se comportando como um insensato.

 

3. Quando você entra numa conversa, se logo surge discussão e polêmica, talvez você seja o causador disso e, no caso, se comportando como um insensato.

 

4. Se você acha que tem dificuldade de conseguir bons amigos, que talvez as pessoas estejam lhe evitando, pode ser que esteja sofrendo as consequências do que você próprio tem plantado.

 

5. Se algumas de suas ideias tem causado reações negativas em pessoas que você considera sensatas, veja se a sua atitude interna tem sido considerar isso, pensar em averiguar melhor, se expor a ouvir o que eles tem a dizer.

 

6. Considerando que os corações dos sábios e dos tolos tem direção opostas, observe pessoas que você considera sábias e se compare a elas. Se for parecido, ótimo.

Por outro lado, observe pessoas que você considera tolas e se compare com elas. Se for parecido, talvez você tenha concluir que tem agido mesmo como tolo.

 

Nesse ponto, a reação poderá ser, de duas, uma:

* Você não está nem um pouco preocupado com isso.

Esse é um assunto que pouco lhe interessa, pensando bem, os outros é que são tolos. Nesse caso, infelizmente nada há a fazer e você passará a vida sofrendo as consequências de ser tolo.

 

* Você se constrange, se entristece e gostaria muito de mudar.

Que atitude, digna de um crente!

Pena que não tem jeito, não é? Tem, sim: peça sabedoria! Tg 1.5-8; Ef 1.17

E se humilhe e confesse. Se você é crente, sua oração tem poder!.

E deixe o resultado com o Deus triuno!

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 70 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2022
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2022 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b