PREGAÇÃO

Invisíveis, mas bem reais - 1a. parte

Mauro Clark

2Rs 6.8-23         28/10/2012          59 minutos


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Invisíveis, mas bem reais - 1a. parte
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior


 8 O rei da Síria fez guerra a Israel e, em conselho com os seus oficiais, disse: Em tal e tal lugar, estará o meu acampamento. 9 Mas o homem de Deus mandou dizer ao rei de Israel: Guarda-te de passares por tal lugar, porque os siros estão descendo para ali. 10 O rei de Israel enviou tropas ao lugar de que o homem de Deus lhe falara e de que o tinha avisado, e, assim, se salvou, não uma nem duas vezes.
 11 Então, tendo-se turbado com este incidente o coração do rei da Síria, chamou ele os seus servos e lhes disse: Não me fareis saber quem dos nossos é pelo rei de Israel? 12 Respondeu um dos seus servos: Ninguém, ó rei, meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as palavras que falas na tua câmara de dormir. 13 Ele disse: Ide e vede onde ele está, para que eu mande prendê-lo. Foi-lhe dito: Eis que está em Dotã. 14 Então, enviou para lá cavalos, carros e fortes tropas; chegaram de noite e cercaram a cidade.
 15 Tendo-se levantado muito cedo o moço do homem de Deus e saído, eis que tropas, cavalos e carros haviam cercado a cidade; então, o seu moço lhe disse: Ai! Meu senhor! Que faremos? 16 Ele respondeu: Não temas, porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles. 17 Orou Eliseu e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos para que veja. O SENHOR abriu os olhos do moço, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu. 18 E, como desceram contra ele, orou Eliseu ao SENHOR e disse: Fere, peço-te, esta gente de cegueira. Feriu-a de cegueira, conforme a palavra de Eliseu. 19 Então, Eliseu lhes disse: Não é este o caminho, nem esta a cidade; segui-me, e guiar-vos-ei ao homem que buscais. E os guiou a Samaria.
 20 Tendo eles chegado a Samaria, disse Eliseu: Ó SENHOR, abre os olhos destes homens para que vejam. Abriu-lhes o SENHOR os olhos, e viram; e eis que estavam no meio de Samaria. 21 Quando o rei de Israel os viu, perguntou a Eliseu: Feri-los-ei, feri-los-ei, meu pai? 22 Respondeu ele: Não os ferirás; fere aqueles que fizeres prisioneiros com a tua espada e o teu arco. Porém a estes, manda pôr-lhes diante pão e água, para que comam, e bebam, e tornem a seu senhor. 23 Ofereceu-lhes o rei grande banquete, e comeram e beberam; despediu-os, e foram para seu senhor; e da parte da Síria não houve mais investidas na terra de Israel.
##########

2Re 6.8-23
Eliseu: sucessor de Elias (época: 850 aC).
Hoje veremos uma história interessante, com várias lições.

Ler v.8-10
homem de Deus: Eliseu.
Rei da Síria (Ben-Hadade II) planejava, Deus revelava a Eliseu, que por sua vez avisava ao rei de Israel (Jorão).
Jorão em vez de ir, mandava tropas (que enfrentavam o rei da Síria ou o afugentavam).

Ler v.11-12
O rei da Síria desconfia de espionagem, mas lhe informaram que o culpado era Eliseu. O profeta sabia o que o rei dizia até no quarto de dormir!
Fantástico, esse Eliseu, não? Não! Ele recebia todas as informações diretamente de Deus.
Em vez de mérito por saber das informações, Eliseu tinha era uma grande RESPONSABILIDADE  de usá-las da maneira como Deus queria, ou seja: transmitir fielmente ao rei de Israel.

Muitas pessoas se admiram porque os crentes conhecem bem a Bíblia. Mas isso não é mérito nenhum. Deus revelou para quem quiser ler e nós lemos!
Agora, o importante em tudo isso é a RESPONSABILIDADE de transmitir com fidelidade o que sabemos. Isso é uma tarefa que Deus vai exigir de nós, do mesmo modo como exigiu de Eliseu o repasse das informações ao rei de Israel.
Se Eliseu tivesse adiado a transmissão das informações, porque estava cansado, ou meio indisposto - como seria?
E se tivesse resolvido alterar só ou pouquinho a informação quanto ao local exato onde o rei da Síria estaria?
Fico imaginando o PESO que Eliseu devia sentir do momento em que Deus lhe revelava o plano do inimigo, até o momento de fazer chegar aos ouvidos do rei de Israel.

Pois, irmãos, é exatamente esse peso que devemos sentir CADA DIA DA NOSSA VIDA, quanto à nossa obrigação de passar a revelação de Deus para quem Ele quer. Seja para os perdidos, seja para exortar irmãos, seja para aconselhar, repreender. Isso varia conforme os dons de cada um e as chances de falar. Mas TODOS temos essa responsabilidade. Se você é crente, é responsável.

E quanto ao rei de Israel? Que moleza! Só recebendo as informação de Eliseu e tomando as providências.
De fato, era. Em termos militares, deve ter sido uma delícia, esse período para o rei. Sabendo de antemão o que o inimigo iria fazer.

Pois sabem que em certo sentido temos o  mesmo privilégio? Temos três grandes inimigos que conspiram contra nós:
1) O mundo (pessoas sem Deus)
2) Nossa carne
3) O diabo.

Só que a Bíblia tem muito a dizer sobre a natureza desses inimigos, de modo que podemos nos PRECAVER CONTRA ELES, até mesmo PREVENDO atitudes e nos acautelando.

1) O mundo. Quantas informações valiosíssiamas a Bíblia nos dá sobre os ímpios, os tolos, os insensatos, os idólatras.
Podemos aprender muito sobre eles e conhecê-los a fundo, só pela Bíblia.

2) A nossa própria carne. A Bíblia também tem muito a nos dizer sobre nossas paixões carnais. Exemplos:
* O velho homem, que é desesperadamente corrupto, não podemos confiar nele.
* Nossa carne só quer pecar.
Pela Bíblia podemos prever claramente o que a nossa carne fará conosco se tomarmos certos rumos. E assim podemos evitar de ir para lá: exatamente como fez o rei de Israel.

3) O diabo. Temos informações valiosas sobre este arqui-inimigo.
Jesus nos ensinou muito sobre ele.
Paulo chegou a dizer que conhecia os desígnios dele: 2Co 2.10-11
Muitas vezes caímos nas ciladas dele não porque somos supreendidos, mas porque não damos atenção ao Bíblia nos ensina.
É como se Jorão não desse atenção ao que Eliseu lhe dizia e deixasse de se prevenir contra o rei da Síria.

Certo que não temos um profeta a nos dizer detalhes do comportamento dessa ou daquela pessoa, ou da nossa carne ou do diabo. Mas nem precisa. Temos a Palavra de Deus a nos dizer muito da natureza humana e da natureza do próprio diabo e dos demônios. Se não nos informamos, e não tomamos os devidos cuidados, a culpa é nossa. E sofremos as conseqüências.

Da mesma maneira que Jorão teria sofrido caso desprezasse as palavras de Eliseu. Se déssemos mais atenção à Bíblia e fôssemos mais prudentes, teríamos mais sucesso nas batalhas espirituais.

Ler v.13-14
Ben-Hadade, como era de se esperar, manda buscar Eliseu para prendê-lo. Não um pequeno grupo de soldados, mas uma tropa grande, em número suficiente para cercar a cidade de Dotã.
O rei sírio não imaginou que do jeito que Eliseu sabia dos planos contra Israel, também iria saber dos planos contra ele próprio!
Mas a pessoa obstinada, dura, não toma jeito: sempre reluta em crer no Deus Poderoso.

Ler v.15-16
O ajudante de Eliseu levanta-se bem cedo e toma um susto: a pequena cidade estava cercada pelas tropas sírias. E grita para Eliseu, perguntando o que fariam.
Eliseu faz uma afirmaç. esquisita:
Não temas, porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles

-
 O que é isso, Eliseu? Um exército todo contra nós dois e você diz “não temas”? E que história é essa de mais são os que estão conosco do que os que estão com eles? Somos só dois, e eles centenas. Desculpe, mas o senhor está se sentindo bem?

S
im, Eliseu estava se sentindo muito bem. Aliás, melhor do que o apavorado servo.

Ler v.17
Eliseu e o ajudante estavam cercados por um exército de cavalos e carros de fogo. É implícito que esses cavalos estavam montados e os carros dirigidos por anjos. O ajudante entendeu que o profeta do Senhor estava em absoluta segurança. Ele é que não havia enxergado os anjos protetores.

Lição: o fato de não enxergarmos a proteção de Deus, não signifca que não exista! Muitas vezes somos claramente livrados de batidas, acidentes, assaltos. E agradecemos. Mas e quando somos livrados disso tudo e de muitas outras sem ao menos NOTARMOS?

A FORMA de Deus nos proteger pode variar. Às vezes diretamente, manejando as circunstâncias, mas há ocasiões em que Ele manda anjos para nos proteger. Hb 1.14
A nossa visão humana é fraca demais para perceber a presença desses ajudadores.
Mas bastaria Deus nos dar uma visão apropriada e ficaríamos abismados com o tamanho e o poder da proteção que Ele tem mandado. Sl 34.7

Mais uma observação:
Por alguns momentos, Eliseu deve ter parecido meio louco, aos olhos do ajudante. Quando Deus lhe abriu os olhos, ficou claro que a fraqueza era do ajudante!

Cuidado ao avaliar o que irmãos dizem sobre assuntos específicos, quando interpretam circunstâncias, quando opinam sobre determinado rumo a tomar, etc.
Tratando-se de crente, é possível que Deus tenha dado uma visão especial a esse irmão.
É preciso prudência, tempo, humildade, sabedoria para avaliar se vem de Deus ou não.

Continuaremos na próxima pregação. 

Que Deus nos abençoe a colocar em prática tantos ensinamentos da Sua Palavra. Amém

Mauro Clark, 68 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2020
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2020 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b