PREGAÇÃO

Quer ser salvo? Olhe para Cristo! (Série NÚMEROS 26)

Nm 21.4-9      38 minutos      08/01/2023         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Quer ser salvo? Olhe para Cristo! (Série NÚMEROS 26)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

O Antigo Testamento contém até doutrinas inteiras do NT em tipos e figuras.

Nesse episódio vemos a doutrina da salvação, com algumas características básicas.

Época: saída do povo do Egito, em torno de 1450 aC.

No final da peregrinação no deserto, os judeus reclamam (mais uma vez!)

Deus se ira e manda serpentes abrasadoras (hebr: idéia de brilhante, como fogo).

As serpentes deviam ter um vermelho muito brilhoso, pois a serpente de bronze foi feita para imitá-las.

Na hora do aperto, o povo apelou para o mesmo Deus de quem havia reclamado antes.

E assim é o ser humano até hoje, com relação a Deus. Ingrato e interesseiro.

 

Moisés intercedeu e Deus teve misericórdia.

A solução foi estranha: quem olhasse para a serpente de bronze, ficaria curado.

 

Agora avancemos os 1450 anos, para o tempo de Jesus: Jo 3.14-15

Ninguém menos que Ele mesmo fala daquele caso terrível no deserto e diz que a serpente de bronze representava Ele próprio! Como?

Quem olhasse para a serpente de bronze, ficaria curado do veneno que tinha dentro de si.

Quem olhasse para a cruz e cresse em Cristo, seria curado do veneno do pecado que tem dentro de si.

Importante: o que foi levantado no deserto NÃO foi uma serpente real, mas uma semelhança de serpente. A serpente de bronze não tinha veneno dentro.

Quem foi levantado na cruz (embora homem perfeito) NÃO foi um pecador real, mas Alguém semelhante a um pecador: Hb 4.15

Jesus não tinha o veneno do pecado dentro de Si.

 

Indo mais fundo na analogia:

1) O que os judeus NÃO deviam fazer:

a) Preparar remédios para si mesmos.

Imaginem um judeu mordido, dizendo: Olhar para a serpente de bronze? Conversa fiada. Conheço uma planta queum ótimo antídoto”. Esse morreria na certa!

 

O pecador nada pode fazer, por si , para ser curado do pecado. Jo 6.44; Rm 3.10-12

 

b) Procurar cura em outros.

Imagine um amigo dizendo para o outro, mordido: “Vem , tenho uma cura aqui”.

Cura para outro tipo de cobra, ou escorpião, pode até ser.

Mas para aquele tipo de serpente, ninguém poderia curar. Por que? Porque Deus disse!

 

Qualquer homem que diz “Eu tenho o poder de dar salvação”, é falso mestre.

Qualquer igreja que diz “Sem a nossa igreja não há salvação” é igreja falsa.

Ninguém tem a salvação, além do próprio Jesus Cristo: At 4.12;

Ninguém livra do inferno, a não ser Jesus Cristo: Ap 1.17-18

 

c) Pagar, fosse em dinheiro ou em serviço. Era totalmente DE GRAÇA.

Qualquer pagamento roubaria o valor da misericórdia de Deus.

Quem paga pode exigir, tem direito.

A salvação é exclusivamente pela graça de Deus: Ef 2.8-9; Tt 3.3-5

 

A ideia de pagamento, de qualquer tipo de retribuição pela salvação desvaloriza a morte de Cristo, rouba o valor da salvação gratuita que Ele dá.

Além disso, daria a sensação de que a pessoa comprou a sua salvação.

O salvo seria dono de si mesmo.

Mas o nosso dono é Cristo, pois Ele nos comprou: 1Co 6.20; 7.23.

Somos propriedade exclusiva de Deus: 1Pe 2.9

 

2) O que os judeus DEVERIAM fazer para ser curado da mordida.

A lista é curtíssima, de apenas um item: OLHAR! Foi só isso que Deus mandou.

O verbo hebraico traduzido pormirar”, além do significado de “enxergar”, pode também ter o sentido de “fitar, dirigir o olhar para”.

Até um cego poderia ser curado. Bastava dirigir o olhar para a serpente de bronze.

 

- Ah, mas que solução esquisita, quase ridícula. Olhou, curou? Simples assim?

Exatamente.

 

E assim é a salvação em Cristo. Bastaolharpara a cruz: Is 45.22

O primeiro olhar do pecador que está no início do processo de salvação será sem enxergar nada, afinal ele é cego! Estará fazendo o que Isaías disse em:

Is 42.18: Surdos, ouvi, e vós, cegos, olhais para que possais ver.

 

Não mais um olhar duro, frio, arrogante, questionador.

Mas um olhar de desespero, de pedido de ajuda, de súplica.

Um olhar humilde, quebrantado, desejoso de se entregar totalmente nas mãos de Cristo.

E quando menos esperar, cairá a venda dos olhos.

E com os olhos da , o convertido ficará maravilhado com a visão de Cristo crucificado.

E pela primeira vez entenderá que aquela morte foi por sua própria causa.

Mas o olhar da logo levantará os olhos ao céu e verá Jesus ressurreto, ao lado do Pai.

O coração palpitará de vontade de se jogar aos pés dEle, abraçá-lo, pertencer a Ele.

E ao fazer isso, de fato, estará miraculosamente salvo do veneno do pecado.

 

Importante: o pecado do judeu que olhou para a serpente de bronze, continuava dentro dele, mas não o matava mais. Podia até continuar provocando dor e até alguma seqüela, mas não matava mais.

O salvo ainda peca, enquanto tiver vida na Terra.

Esse pecado provocará sofrimento, mas nunca mais irá condená-lo ao inferno.

 

Nós, crentes, agradeçamos a Deus por ter nos livrado de tão terrível morte.

E usemos o poder do Espírito Santo para diminuir o efeito do pecado em nossa vida.

 

Você, amigo, peça a Deus que lhe dê fé para olhar para a cruz de modo humilde, arrependido e convicto de que Cristo tem o poder para anular o efeito de condenação eterna que o pecado tem.

 

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 70 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2023
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2023 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b