PREGAÇÃO

Você tem medo da morte?

Hb 2.14-15      56 minutos      24/01/2016         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Você tem medo da morte?
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior


A passagem comenta que Jesus levou muitos filhos de Deus à glória e não hesita em chamá-los de irmãos.

O autor usa um argumento interessante, usando a analogia com a família humana: se irmãos provêm do mesmo sangue e da mesma carne, então Jesus quis assumir também sangue e carne como seus irmãos espirituais. Aqui se refere evidentemente à encarnação dEle.

A identificação dEle com seus irmãos foi tão completa e profunda, que, do modo que seus irmãos morrem, Ele também se entregou à morte.

 

Ao falar da morte de Jesus, o autor faz um pequeno parêntese para ensinar algo importantíssimo duas finalidades da morte de Jesus:

 

1) Destruir aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo.

 

Diabo: no grego, diabolos, que significa “acusador”. É o mesmo Satanás, do termo hebraico satanque significa “adversário”. Um ser poderoso, criado como anjo, quis ser igual a Deus. Como não pôde, revoltou-se e levou muitos com ele.

Tornou-se essencialmente maligno, arqui-inimigo de Deus e de todos os que seguem a Deus.

Deve ter sido a primeira criatura no Universo a mentir. Conforme Jesus denunciou, é o pai da mentira. (Jo 8.44) 


Em que sentido o Diabo tem o poder da morte? 

A morte entrou no mundo quando Adão e Eva pecaram.

Ora, eles pecaram exatamente por terem acreditado em Satanás, que os enganou, na forma de uma serpente. Ou seja, a morte entrou no mundo pelo trabalho do Diabo.

E trabalho eficiente: alcançou o objetivo!

 

A morte (física e espiritual)  contaminou todos os homens, que passaram a nascer separados de Deus. A Terra passou a ser habitada por mortos espirituais.

E de alguma forma que a Bíblia não explica, Deus permitiu que o Diabo exercesse grande poder nesse mundo, que ele mesmo, Diabo, conseguiu levar à morte. Veja 1Jo 5.19.

 

Os homens  nascem no pecado, mortos espirituais, escravos do Diabo. Ele é senhor sobre mortos. Em suma: a morte é o ambiente natural onde o Diabo opera.

 

Pois bem, através da Sua morte, Jesus veio destruir (no gregoaniquilar o efeito, anularaquele que tem o poder da morte.

 

Em que sentido Cristo aniquilou o Diabo?

Afinal, ele continua solto por , com enorme poder.

 

O Diabo tem perdido escravos todos os dias, desde que Jesus fundou a Sua igreja.

Todos os salvos são literalmente arrancados das mãos do Diabo. E por que ele permite? Permite, nada! É que ele não tem poder para segurá-los!

Quanto aos salvos, seu poder está anulado.

 

No futuro o  Diabo será pessoalmente aniquilado, quando Cristo jogá-lo no lago de fogo preparado para ele (Diabo) e seus anjos. Veja Ap 20.10.
(
Importante: o Diabo não será destruido, no sentido de deixar de existir).


Mas não creio que seja dessa ocasião que a nossa passagem trata.

Afinal, o Diabo não será aniquilado ali pela morte de Jesus, mas pelo puro poder dEle.

A passagem fala da perda do poder do Diabo sobre os mortos que foram ressuscitados pela .

 

Interessante: Cristo usou a própria arma do Diabo para destruí-lo: a morte!

Como? Morrendo! E ao morrer, adquiriu o direito de dar vida aos que creram nEle.

 

Aqui vemos que o poder do Diabo sobre a morte é limitado. O poder supremo é exclusivo de Deus.

Cristo na cruz comprou o direito de exercer poder sobre o poder do Diabo, tirando pessoas da morte.

 

Mas o texto trata de uma segunda finalidade da morte de Cristo, aliás, conseqüência da primeira:

 

... e livrasse a todos que, por pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão para toda a vida.

Aqui fala dos salvos, que foram libertos pela morte de Cristo.

Essa liberdade incluiu a quebra de um aspecto fortíssimo da escravidão espiritual: o pavor da morte.

 

A morte é de longe o maior medo, pavor, pânico do homem natural

Dois fatores explicam o medo da morte:

1.   Apego ao mundo.
Tudo o que o homem sem Deus tem, está aqui na Terra: saúde, dinheiro, parentes, amigos. Se partir daqui, perde tudo
!


2.   Insegurança quanto ao que virá.
O quedepois da morte é um mistério para os que não crêem na Bíblia.

 

... por toda a vida

O medo da  morte não é algo característico de uma fase da vida, que passa depois. É uma constante.

Pode adquirir conotações diferentes. Os mais velhos parecem se conformar, mas não significa que perderam o medo.

Pois bem, Cristo veio libertar os homens desse medo típico dos escravos do Diabo.

 

Veja como os dois fatores que explicam o medo da morte é tirado do crente:

 

1.   Desapega-se do mundo
A porção do crente é o próprio Deus! E é Ele quem vamos encontrar após a morte.

 

2.   Tem absoluta certeza do que virá.
Aqui uma vantagem dos que crêem na Bíblia: crê em tudo o que ela diz.

 

* E você, amigo, o que está esperando para se libertar desse medo horrível?

Aliás, nem sei se você está ouvindo essa pergunta.

Talvez tenha “desligado” o ouvido (ou os olhosdesde o começo da mensagem. Afinal, falar de morte o tempo todo! Isso é assunto?

 

Cuidado comatitude de evitar falar sobre a morte.

O perigo é ir adiando, adiando... até que uma dia ela chega mesmo. E ?

 

Outro perigo: apegar-se a doutrinas que eliminam a necessidade de uma prestação de contas com Deus antes da morte chegar.

O espiritismo, por exemplo, ensina que depois de morrer, a pessoa volta para outra encarnação. Isso tira o medo da morte, pois pensa que retorna para um lugar conhecido. Isso não é se libertar do pavor da morte, mas se enganar!

A morte de fato é pavorosa e deve ser temida, mas para os que estão sem Cristo.

O único motivo correto para se libertar do pavor da morte é pela certeza de uma vida eterna com Cristo.

 

                                           - Amém -

 

 

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b