PREGAÇÃO

Com um Deus desse, só se preocupa quem quer (Série NÚMEROS 22)

Nm 20.1      27 minutos      20/11/2022         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Com um Deus desse, só se preocupa quem quer (Série NÚMEROS 22)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

Não diz o ano. Importante: tudo indica que pulou para o 40o. ano (v.22-29 x 33.38).

Devia ser o último ano da peregrinação, de novo em Cades, limite de Canaã.

De fato, já vemos os israelitas no processo de entrada.

38,5 anos se passaram desde os últimos acontecimentos relatados: rebelião de Coré, morte de 14.700 e vara de Arão que floresceu.

Até essa altura, já devia ter morrido a grande maioria dos homens de 20 anos acima.

Quase 40 anos rodando pelo deserto, talvez à procura de água e comida para o gado.

 

Duas observações importantes, ambas em Dt 29.

1) Dt 29.5: As roupas e as sandálias não se gastaram.

Com o castigo de rodarem no deserto por 38,5 anos, surgiu um grande problema: como se vestiriam e se calçariam milhões de pessoas quando tudo se gastasse?

O plano original era chegar rapidamente na Terra Prometida, após saída do Sinai.

Lá tomariam posse e levariam vida normal.

Mas por castigo, teriam de ficar rodando 38,5 anos.

Seria o caso de Deus dizer: “O problema é de vocês. Vocês pecaram e agora arquem com as consequências do pecado, não moverei um dedo para ajudar.”

Mas não fez assim.

Mesmo durante a punição pela rebeldia, deu a mão. E de maneira miraculosa providenciou para que roupas e sandálias não se gastassem.

 

Duas lições:

a) Misericórdia de Deus.

Impressiona a ênfase da Bíblia na misericórdia de Deus: Sl 108.4; Lm 3.22; Mq 7.18

Se alcançássemos o tamanho dessa misericórdia, cairíamos ao chão, adorando a Deus.

Aqui mesmo na terra Deus nos livra de situações que nem imaginamos.

Imagine os benefícios que Ele faz para conosco nos bastidores celestiais.

E estamos falando de misericórdia a favor de quem O ofende, no meio do castigo.

Em plena disciplina, Deus está olhando para nós, cuidando.

 

Quando um bandido é baleado em perseguição vai para o hospital, é operado, tratado com atenção e dignidade humana. Isso é misericórdia. Depois será entregue aos rigores de lei. Está certo.

Ao agir assim, a sociedade, representada pelo governo, age como um reflexo de Deus.

Nunca devemos esquecer de agradecer a Deus pelo Sua misericórdia.

 

b) A futilidade das nossas preocupações com sustento, solução de problemas, etc.

Temos mania de nos angustiar com coisas futuras.

Se eu estivesse no deserto naquela época, teria ficado angustiado pensando nas roupas dos meus filhos.

E se pensasse em Deus, a preocupação aumentaria: “Ele está irritado conosco!”

 

Pois tanta preocupação teria sido inútil: Deus cuidou disso de forma muito imaginativa. Em vez de providenciar roupas de maneira diferente, simplesmente fez com que as roupas e sandálais não se gastassem!

 

Saibamos descansar mais nas mãos de Deus.

Se Ele providencia mesmo durante uma disciplina, imagine na vida normal: Fp 4.19

 

2) Dt 29.6: Passaram os 40 anos comendo apenas maná (implícito).

Quando pensamos em maná, assusta a idéia de ficarmos o tempo todo nos alimentando de uma comida só. “Será que eu aguentaria?

Mas quero lembrar que o maná é tipo de Cristo. Ele mesmo ensinou: Jo 6.30-35,48-51

 

Mais que pensarmos no antigo maná e sua monotonia, precisamos aplicar para Cristo, em termos espirituais, o que era o maná, como alimento, para eles.

Três aplicações:

1. Estavam num deserto, não havia outra possibilidadse de alimento: Deus mandou diretamente do céu.

O mundo não tem alimento nenhum a oferecer para a nossa alma.

Deus nos forneceu o alimento do céu, Cristo, que nos salva e nos sustenta.

 

2. O alimento era contínuo. Nunca faltava.

Cristo está sempre nos sustentando. Nunca nos faltará. Mt 28.20

 

3. O maná continha tudo o que o organismo precisava. Um composto alimentar completo.

Cristo tem tudo o que nossa alma precisa. Tudo! 2Pe 1.3,8


Encerrar com Cartas a Cristo, pg. 111

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 70 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2022
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2022 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b