PREGAÇÃO

Como está a minha edificação? (Série EDIFICAÇÃO ANTES DO CÉU 3 de 3)

      63 minutos      09/08/2020         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Como está a minha edificação? (Série EDIFICAÇÃO ANTES DO CÉU 3 de 3)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior
 

Esta é a terceira e última da pequena série de pregações sobre a necessidade do crente ser edificado em qualquer época da vida, independentemente de quando irá para o céu.

Fizemos três perguntas e já respondemos as duas primeiras.

I)  Por que você tem de ser edificado?

1. Para se tornar cada vez mais eficiente no serviço

2. Para fazer a sua parte na construção da Igreja

3. Para buscar estar no mais alto nível espiritual possível quando for chamado

 

II)  Por quem você é edificado?

Antes de tudo, é claro, por Deus.

Em termos humanos: por Ele mesmo e pelos irmãos em Cristo: pastores e outros.

 

Hoje responderemos à terceira pergunta:

III) Como avaliar se você tem avançado com vigor na sua edificação?

1) Se ama cada vez mais

1Ts 4.9-10 (progredir, avançar); 1Co 8.1

Termômetro extremamente fiel para medir o padrão do seu andar em Cristo.

Seja exigente nessa medição, não adianta se iludir!

 

2) Se é crente de oração: Jd 20-21

Observe a Trindade aqui!

É correto dizer que o v.20 associa a oração com a edificação da fé?

Sim, mas incompleto, pois associa a oração no Espírito Santo com a edificação na fé!

Sua rotina de oração nos últimos meses pode ser considerada no Espírito Santo?

Mais: são orações feitas por um crente que tem sido guardado no amor de Deus?

Como é isso: ser obediente a Deus! Jo 15.9-10

Mais ainda: são orações acompanhadas de uma expectativa real, viva, da vida eterna que Cristo nos deu?

 

3) Se é pacífico: Rm 14.19

Se você é agressivo, briguento, gosta de discussões, mas não tem conseguido refrear esse defeito carnal ao longo de tempo, e se gosta de atiçar relacionamentos em dificuldade, em vez de pacificar pessoas, sua edificação está parada.

Veja como uma atitude pacífica contribui não apenas para a edificação pessoal, mas a dos irmãos em geral!

 

4) Se gosta de consolar os outros: 1Ts 5.11

Mais uma vez, um bom comportamento cristão é diretamente associado com edificação!

Isso se repete vez após vez!

Consolar: gr. παρακαλεω parakaleo = lit. chamar para o lado: consolar, confortar, instruir

Observe que a ordem bíblica não é gostar de consolar, mas consolar.

E eu tive a ousadia de colocar “gostar de consolar”.

A rigor, quem consola, está seguindo a orientação bíblica.

Mas nunca esqueça que Deus valoriza o coração.

Consolar é o tipo de serviço que não funciona de modo frio, por obrigação.

Por isso, eu insisto com o “gostar”, “ter prazer” de consolar, de confortar o que necessita.

Isso sim, é coisa de crente maduro, que está bem edificado.

 

5) Se tem a linguagem sadia: Ef 4.29

Torpe: gr.: pode ser forte: podre. Ou mais leve: gasto, de qualidade ruim, sem valor.

Então, aqui a ordem bíblica não é apenas para nomes feios, linguajar imoral.

Mas inclui conversas de duplo sentido, insinuações, fofocas, ironias, cinismo etc.

Como avaliar? Simples: edifica que está ouvido? Transmite graça, ou seja, produz alegria, amabilidade, leveza, bons sentimentos?

Se preenche esses requisitos, esse irmão irá produzir edificação aos outros, mostrando que ele próprio está fazendo bem a sua parte na construção do edifício da Igreja.

 

6) Se ele serve de maneira visível e abundante: Ef 4.12 (já lido)

A Bíblia não dá nenhuma indicação de que um crente que não serve é maduro ou está bem edificado na fé.

Aliás, é o contrário: serviço está sempre incluído nas características de um crente com vida cristã excelente.

Quer avaliar como anda o seu serviço cristão? Sugestão em duas fases:

a. Pergunte a si mesmo qual tem sido o seu serviço a Cristo.

E procure não responder de maneira vaga, mas de modo que possa escrever num papel!

 

b. Escolha aleatoriamente três irmãos da igreja e a cada um qual o serviço que, na opinião dele, você faz a Cristo?

A visibilidade do serviço é ruim quando feita com hipocrisia, só para mostrar.

Mas, sendo sincero, é importante que o seu serviço seja visível (“brilhe a vossa luz diante dos homens”. Serve de estímulo aos outros e os leva a glorificarem a Deus.

Não esqueça: todo crente bem edificado, todo crente maduro, serve!

 

7) Se está cada vez mais parecido com Cristo: Ef 4.13 (já lido)

Mas como avaliar isso?

Sair perguntando aos irmãos, seria muito estranho!

O óbvio seria uma avaliação pessoal, honesta, à luz da vida de Cristo na terra.

Mesmo assim, reconheço que é uma avaliação complexa e delicada demais para ser feita apenas por você próprio. Fica a sugestão:

Pergunte a Deus se você está mais parecido com Cristo à medida que o tempo passa.

Deixe claro (se for mesmo) que você tem seguido esse alvo com fervor.

Peça que o Espírito Santo lhe oriente nesse assunto.

E, por favor, não duvide de que Ele saberá lhe responder.

 

Que esta igreja possa se gloriar em Cristo de ser composta por crentes em plena edificação individual, contribuindo coletivamente para o crescimento da Igreja dEle!

Amém


Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b