PREGAÇÃO

Deus só aceita de você o que for voluntário (Série ÊXODO 91)

Ex 35.4-9      37 minutos      12/09/2021         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Deus só aceita de você o que for voluntário (Série ÊXODO 91)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

35.1-3:

Após Deus garantir que iria com povo, Moisés começa a instruir para a construção do Tabernáculo. Mas, antes disso, repete a necessidade da guarda do Sábado.

 

v.4-9

O Tabernáculo, embora fosse para uso inicial no deserto, seria uma construção cheia de detalhes e rica, com grande variedade de material, inclusive ouro e prata.

E de onde viria tanto material?

Ora, para Deus, que fez tantos milagres no Egito, que abriu o Mar Vermelho, que fazia um monte fumegar, era só mandar chover do céu ouro e o que quisesse. Ou nascer da terra.

Mas não foi isso o que Deus quis: fez questão que o próprio povo doasse.

Queria que cada um participasse pessoalmente com as suas doações.

 

Com isso cada judeu poderia compreender que:

* ... aquele Tabernáculo seria para o seu próprio benefício

* ... é importante contribuir para o bem dos outros

* ... é importante a unidade, o espírito de grupo

* ... no relacionamento com Deus é importante se dar para Ele

 

Quando envolve dinheiro, o plano de Deus continua o mesmo: cada um contribúi.

Na igreja é exatamente assim: com exceção de grandes e raras doações individuais, tudo o que temos é vindo de cada um que compõe a igreja.

Isso é ótimo para conscientizar cada crente que...

* ... a igreja é dele, é para que ele usufrua

* ... a igreja é também dos outros: quando um ajuda, está ajudando irmãos e pessoas que dela se beneficiam

* ... é importante a igreja estar unida, inclusive no aspecto financeiro
Só assim dá para fazer gastos e investimentos (reformas, missionários, etc.).

 

Os membros de uma Igreja tenham consciência da importância de sua igreja ser sadia financeiramente e, portanto contribuir nesse sentido.

 

Pena que essa questão de dinheiro tem sido explorada por falsos mestres, que tem enriquecido com o dinheiro do povo.

Hoje pastor é quase símbolo de desonesto, que só pensa no dinheiro do povo: injustiça com a grande maioria dos pastores.

 

Voltando, observe que não era suficiente apenas dar. Havia uma condição:

de coração disposto, voluntariamente

Deus não queria uma oferta forçada, por obrigação, mas voluntária, por gosto, prazer.

É do caráter de Deus rejeitar coisas forçadas ou mecânicas, que não venham do coração.

Ele bem que poderia ter criado Adão programado para adorá-Lo, ou tê-lo forçado para que O adorasse.

Mas não quis. Adão e Eva teriam que adorar ao Criador de forma totalmente voluntária.

E lhes foi dada a capacidade da livre escolha.

 

Ainda hoje Ele quer ser adorado de forma voluntária (mesmo que não exista mais o livro arbítrio e a fé precise ser dada por Deus).

Mesmo assim, qual o crente aque que se sentiu constrangido a se converter?

Ora, nos entregamos a Cristo de todo coração, felizes e desejando isso.

Pois essa voluntariedade se reflete em todas as áreas do noss relacionamento com Deus. Inclusive a financeira.

Deus quer que a contribuição de cada um na igreja seja de coração: 2Co 9,7

Continuaremos esta bela história na próxima pregação.

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b