PREGAÇÃO

DIA DOS PAIS: Posso chamar Deus de meu Pai?

Jo 1.10-13      47 minutos      11/08/2019         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close DIA DOS PAIS: Posso chamar Deus de meu Pai?
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

Esta passagem (v.1-14) fala da 1a. vinda de Jesus ao mundo.

Várias doutrinas de peso: divindade de Cristo (o Verbo), Sua eterna companhia com o Pai, Sua participação da Criação, a total dependência dos homens a Ele, Sua vinda ao mundo, rejeição por muitos (judeus e gentios) e aceitação por poucos.

 

No meio da sua bela exposição, o apóstolo João toca quase de passagem num ponto doutrinário importantíssimo, que até hoje é altamente ignorado por milhões que se dizem cristãos e, por isso mesmo, deveriam conhecer pelo menos as doutrinas mais elementares da Bíblia: É A QUESTAO DO HOMEM SER OU NÃO FILHO DE DEUS.

Conforme a Bíblia, todos os seres humanos são filhos de Deus?

Ou: Todos as pessoas podem corretamente chamar Deus de Pai?

A pregação de hoje se propõe a responder essa pergunta.

Mas, responder com base em que?

 

* Na opinião pública?

Se fosse, já poderíamos encerrar. Afinal, a grande maioria está convicta que SIM.

Usam até ditados como “Que é isso, eu também sou filho de Deus.”

Mas querem apenas significar “gente”, “ser humano”.

 

* Na sua própria opinião?

Você nasceu na religião dos seus pais, lhe ensinaram assim e você acreditou.

Cresceu, pensou, tirou suas conclusões. Mas, são confiáveis?

 

* Na minha opinião pessoal?

Não. Igualmente, teria pouco valor.

É um assunto tão transcendente que não pode ficar dependendo de opiniões pessoais.

 

* Temos de ouvir o que o próprio Deus chama de Seus filhos, ou seja, quem pode corretamente chamar Deus de Pai.

E só temos uma fonte para isso: a Bíblia.

 

Repetir v.12-13. CINCO pontos a observar:

1) Mesmo rejeitado pela maioria do Seu povo, Jesus foi recebido por alguns.

Dois grupos: os que desprezaram Jesus (Pessoa e mensagem) e os que o aceitaram.

 

Aliás, lembre-se que muitos dos que O rejeitaram eram homens altamente religiosos.

Até mesmo os chefes! Ser religioso nunca foi garantia de ser fiel a Deus.

 

2) Os dois grupos não seriam característica apenas dos judeus daquela época.

O próprio Jesus deixou claro várias vezes que essa divisão iria ser uma constante em todos os povos do mundo.

Todas as gerações dali em diante, iriam fatalmente ser divididas em duas categorias: os que O rejeitaram e os que O acolheram em seus corações: Jo 17.6-9,14.

 

Nota triste: os que O rejeitam são a GRANDE MAIORIA:

Mt 7.13-14; Gn 6.5,12; Sl 14.2,3; Is 1.9; 1Jo 5.19; Ap 12.9;

 

Quanto à nossa geração atual, obviamente não é exceção.

Ao contrário, Jesus previu que iria piorar nos últimos tempos.  

No Brasil, uma simples olhadela para o padrão moral e espiritual do povo, para ver que continua esmagadora a maioria que rejeita Jesus.

Chamar de cristão um país com tanta imoralidade, violência e corrupção, é até afronta.

Este país simplesmente não tem agido como um país cristão (se cristão é “de Cristo”).

 

Quem é cristão de verdade, e não apenas de boca, leve a sério os mandamentos de Cristo e tenta obedecê-los o melhor possível.

Nossa pergunta começa a ser respondida.

 

3) Só podem chamar Deus de Pai os do pequeno grupo que recebeu Cristo

É simplesmente FALSA a ideia de que todos os homens são filhos de Deus.

 

Talvez você até já esteja pensando: “E EU, a qual dos dois grupos pertenço?”

O único modo correto de responder é examinar na Bíblia o que significa “receber Jesus”.

E isso já está respondido no nosso texto: os que crêem no Seu nome.

 

Importante: “crer”, quando usado para Deus, é muito mais do que apenas acreditar.

Inclui aceitação pessoal, dependência, obediência, fidelidade, confiança, amor, fé.

E não poderia ser de outra maneira.

Quem entende a extensão da salvação que Cristo operou e está convicto que é pecador e merecedor do inferno, e vê em Jesus Cristo o seu Salvador pessoal, se entregará ao controle Dele e terá prazer em lhe obedecer.

Esses são os verdadeiros filhos de Deus: os que crêem no nome de Jesus Cristo.

São exclusivamente esses que terão os seus pecados perdoados pela morte dEle.

 

Aliás, a afirmação de que Jesus morreu para pagar pelos pecados do mundo é correta apenas até o ponto em que atesta o ALCANCE do sacrifício dEle.

De fato, a morte dEle foi suficiente para perdoar os pecados de quem vier aos Seus pés.

Mas isso NÃO significa que todos os homens estão automaticamente salvos por Jesus, independente da atitude pessoal de cada um.

 

Para receber a salvação que Jesus oferece, para se tornar um filho de Deus, para poder chamar Deus de Pai, é preciso desejar ardentemente, pedir, suplicar.

v.13: ensina exatamente que essa condição de se tornar filho de Deus não está ao alcance de homem algum. É Deus quem dá.

 

4) ... deu-lhes O PODER de serem feitos filhos de Deus ...

Que poder é esse? Duas possibilidades:

a) Direito de reivindicar; b) Condição de autoridade

Seja como for, é muitíssimo mais do que uma mera condição de nascença, genérica para todo ser humano, que, aliás, nasce separado de Deus.

O novo nascimento é obra regeneradora do Espírito Santo: Tt 3.37; Jo 3.3-7

 

5) O fato da salvação ser DE GRAÇA, não a torna barata ou vulgar.

Para recebê-la, a pessoa tem de valorizá-la, reconhecer seu infinito valor.

Ser filho de Deus é um alto privilégio que Ele tem dado a quem PEDE para ser incluído nessa maravilhosa e bendita paternidade.

Se você ainda não está incluído, peça. Jesus morreu para isso!

E passe a dizer, com propriedade, Deus é meu Pai!

 

Que Deus nos abençoe.

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b