PREGAÇÃO

Faraó endurecido e Deus zombando (Série ÊXODO 26)

Ex 10.1-20      35 minutos      29/04/2018         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Faraó endurecido e Deus zombando (Série ÊXODO 26)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

Ler v.1-11

v.1

endureci... para que eu faça esses sinais no meio deles

Já comentamos que Deus queria ser glorificado entre os egípcios, e usou como meio o endurecimento de Faraó.

 

v.2: para que (vós) saibais que eu sou o Senhor

Mas não era apenas aos egípcios que Deus queria se revelar.

Parece que os próprios judeus conheciam muito pouco a Deus.

Inclusive não temos idéia de como se Deus se revelou a eles durante os 400 anos do Egito, após a morte de José.

 

Deus queria ensinar algumas coisas aos israelitas:  

1) como zombei dos egípcios

Quando lemos Êxodo, a primeira impressão é que Faraó estava fazendo Moisés de tolo.

Ficamos até com certa pena de Moisés.

Mas a luta NÃO era de Faraó contra Moisés, mas contra Deus!

E Deus não estava sendo feito de tolo, mas exatamente o contrário: Deus é que estava zombando deles.

Sobre o ácido senso de humor de Deus contra os ímpios: Sl 2.4; Sl 59.8

 

Não pensemos que Deus é triste e frustrado porque os homens não Lhe querem.

Deus é quem zomba dos homens que Lhe rejeitam.

 

2) quantos prodígios fiz no meio deles

O Deus de Israel é um Deus poderoso que faz o que quer, quando quer.

Seu local de atuação não era apenas em Canaã fazendo Abraão ter filho com cem anos.

E nem apenas em Harã, fazendo animais de Jacó produzirem mais.

Também no Egito Deus atuava da mesma maneira.

 

3) para que contes a teus filhos e aos filhos dos teus filhos

Queria que judeus transmitissem tudo aos filhos.

Deus sempre se mostrou extremamente interessado que os pais transmitissem aos filhos o que aprendera de Deus.

 

Vocês que já têm filhos e vocês que ainda terão, nunca esqueçam isso.

 

v.3

1a. vez que Moisés fala abertamente da necssidade de Faraó se humilhar perante Deus.

Dizer isso para uma pessoa qualquer é uma coisa, mas para um Faraó, é difícil.

 

Podemos pregar à vontade, mas enquanto não dissermos que pessoa precisa SE HUMILHAR perante Cristo, a pregação não estará completa.

E esse talvez seja o maior obstáculo para o descrente. Pode até dar dinheiro, dizer o que for preciso, se mostrar religioso, mas HUMILHAR-SE no íntimo, isso não.

 

v.4-6: ameaça da 8a. praga: gafanhotos.

Não apenas incômodo, mas comeriam árvores nascendo após a chuva de pedras.

 

v.7: Primeira vez que vemos pressão dos próprios oficiais contra Faraó.

Não que estivessem crendo, mas simples bom senso.

 

Muitos não crentes falam de Deus com cuidado, com respeito. Não usando fé, (que não têm!) mas simpels bom-senso.

Outros parece não terem o mínimo bom senso e são arrogantes, irreverentes.

É interessante quando descrente do 1o. tipo recrimina o outro.

 

v.8-11

Faraó pergunta quem Moisés levaria.

Moisés diz que todos precisavam ir, incluindo os animais.

Faraó ironicamente diz que Deus os acompanharira SE ele, Faraó, deixasse. Mas não deixaria ir todos, apenas os homens, alegando que Moisés estava mal intencionado.

E expulsou Moisés.

 

Obs.:

* Faraó ainda mostra profunda arrogância, se colocando acima de Deus.

* Com cinismo, Faraó diz que os judeus é que estavam mal intencionados!

Típico do pecador endurecido: todo mundo é culpado de tudo; menos ele, que é inocente.

 

Ler v.12-20

8a. praga: multidão de GAFANHOTOS, grande devastação.

 

v. 16: se apressou Faraó em chamar a Moisés

Impressionante como a sofrimento faz o pecador querer URGÊNCIA na ajuda do mesmo Deus que tem rejeitado por anos.

 

pequei contra o Senhor, ... peço que me perdoeis o pecado...  oreis ao Senhor

E ficamos pensando: “Que humildade!”

 

v.18-19: Moisés orou e a praga cessou totalmente.

 

v.20:

Já vimos que o fato de Deus ter endurecido o coração de Faraó não tem nada a ver com o fato do próprio Faraó ter endurecido o coração.

Ele continuava sendo obstinado e falso.

 

Não precisa ser um Faraó para ser farsante, falso. Há muita gente assim.

Não sejamos ingênuos, mas prudentes como as serpentes.

 

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 70 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2022
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2022 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b