PREGAÇÃO

Guerra contra Deus, nunca mais! (Série 2 CORÍNTIOS 25 de 54)

2Co 5.18-19      52 minutos      25/01/2015         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Guerra contra Deus, nunca mais! (Série 2 CORÍNTIOS 25 de 54)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

v.18

Tudo provém de Deus

Tudo... : o que ele vinha falando: o amor de Cristo que nos aperta, a morte e a ressurreição de Cristo em nosso favor, a nossa identificação com Cristo na salvação, o termos sido feitos novas criaturas com tudo se fazendo novo.

O projeto, a iniciativa, a execução de todas essas coisas maravilhosas tem uma só origem: Deus!

Não “Deus e o homem”, mas Deus, somente Deus!

 

E agora Paulo passa a falar de MAIS UMA iniciativa de Deus: RECONCILIAÇÃO (cinco vezes de 18-20!)

Esse é um aspecto importante na salvação.

... nos reconciliou consigo mesmo...

reconciliar: καταλλασσω katallasso; trocar; cambiar (moedas por outras de valor equivalente); reconciliar (aqueles que estão em divergência); voltar a ter o favor de

... NOS reconciliou: os homens em geral (na realidade “propôs se reconciliar”)

 

Conclusão óbvia: há hostilidade entre Deus e os homens.

De fato, quando Adão pecou Deus amaldiçoou a raça humana, condenou-a ao inferno e se afastou dela.

O homem, por seu lado, tornou-se por natureza inimigo de Deus, hostil, agressor.

Em suma: guerra total: Na 1.2-3; Sl 110.1; Is 1.24; Tg 4.4; Rm 8.7-8

 

Mas o interesse, o amor, a compaixão de Deus pelos homens continuou, ao ponto de dar uma oportunidade de reatamento, de salvação, de reconciliação com Ele: Ef 2.1-7

 

Antes de falar da oportunidade em si, observação importantíssima:

Não é que “Deus se reconciliou conosco”, mas “nos reconciliou com Ele”.

Essa diferença é fundamental!

A reconciliação que Deus propõe NÃO é Ele chegando até nós e pedido que nós deixemos de ser inimigos dEle, que nós O aceitemos de bom grado como Deus, que voltemos para Ele, etc.

É o contrário: a proposta de reconciliação que Deus tem para os homens é assim: “Estou dando uma oportunidade única a vocês para chegarem até mim e pedirem que EU retire a ira que tenho contra vocês, por todos os seus pecados com que ME ofenderam, por toda a desobediência que praticaram contra MIM.”

Nunca esqueça: Deus é o ofendido, nós somos os ofensores.

 

E como é essa oportunidade que Deus nos deu?

... por meio de Cristo

Mas por meio de Cristo... como exatamente?

Pelo sangue de Cristo: Cl 1.18-22

O sangue de Cristo foi aceito por Deus como suficiente para pagar os pecados de quem viesse a crer em Cristo, tornando-se justificado e em paz: Rm 5.1, 9-10

 

Em suma: Deus tomou a iniciativa de elaborar um plano de salvação através da encarnação, morte e ressurreição do Seu Filho.

O Filho veio, tornou-se homem, Jesus de Nazaré, que na cruz derramou o próprio sangue para nos reconciliar com Deus.

E Deus providenciou que tudo isso fosse registrado num Livro, a Bíblia.

Mas quem vai abrir a Bíblia e divulgar este plano maravilhoso?

 

... e nos confiou o ministério da reconciliação

... NOS confiou: o “nos” muda da humanidade para os crentes.

Em primeiro plano Paulo falava dele próprio. Mas obviamente também de colegas pregadores, pastores, etc. E em termos mais gerais, de todos os crentes.

 

O ministério da reconciliação começa com a exposição do Evangelho, a boa notícia de que Deus se dispôs a perdoar, através de Cristo, que se tornou o Caminho até Ele.

 

Cada vez que você abre a boca para falar do Evangelho, você está propondo ao ouvinte uma atitude de reconciliação com Deus.

Tente um modo de fazer o outro entender que é algo muitíssimo sério.

E deixar na mente dele que é preciso uma decisão: aceita ou rejeita a proposta de Deus.

 

v.19

Para efeito de ênfase, repete que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo e portanto nos confiou a palavra da reconciliação.

E acrescenta:

... não imputando aos homens as suas transgressões

Não que, pela vinda de Cristo, Deus tenha automaticamente cancelado as transgressões de todos os seres humanos.

A reconciliação está aberta a todos os homens.

É uma proposta que Deus faz em Cristo a toda a humanidade.

Mas é claro que só será reconciliado com Deus o que for a Cristo. Esse terá a culpa dos seus pecados retirados: Cl 2.13-14: perdoando...cancelado...remover.

 

Que maravilha sabermos que estamos reconciliados com Cristo.

Todo dia, pense: “Ah, Senhor, eu estava cansado de guerrear contigo. Muito obrigado pela reconciliação que pude fazer contigo através de Cristo.”

Mas não esqueça que alguém lhe trouxe essa proposta de Deus.

Dessa forma, faça o mesmo: não canse de levar essa mesma proposta a outros.

Na próxima pregação, continuaremos com este assunto, aprendendo uma verdade espetacular sobre o nosso serviço a Cristo.

 

E você, amigo, acha que é uma boa ideia continuar em guerra contra Deus?

 

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b