PREGAÇÃO

Satanás, que punição! (Série APOCALIPSE 57 de 75)

Ap 20.1-3      62 minutos      14/07/2019         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Satanás, que punição! (Série APOCALIPSE 57 de 75)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

Terminamos perguntando:

E o grande criminoso? O dragão, arqui-inimigo de Deus? O principal responsável por tanta desgraça na Criação, desde a tentação de Adão?

Onde está ele, o deus deste século, o príncipe deste mundo, o leão que ruge procurando alguém para devorar, o diabo, o pai da mentira? Onde está Satanás? O que foi feito dele?

Ficou esquecido? Escapou na última hora? Ficamos de ver hoje.

Na realidade, Deus tinha um plano especial para Satanás.

Um plano humilhante, degradante.

 

v.1

...vi descer do céu um anjo; tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente.

... a chave do abismo. Que abismo?

A 5ª. Trombeta (Ap 9.1-5) referiu-se a um abismo. Comentei:

abismo: gr. αβυσσος abusos: sem fundo, ilimitado, abismo, profundidade imensurável,

“Fenda nas partes mais profundas da terra usado como o receptáculo comum dos mortos e especialmente como a habitação dos demônios” - Strong

“Local dos mortos e onde o diabo é mantido, morada da Besta (veremos depois) e de Abadon, o anjo do mundo dos mortos.”. Louw-Nida

 

Além dos 3 usos no cap. 9, esta palavra é usada mais 4 vezes em Apocalipse: duas para se referir ao local de onde surge a Besta (11.7; 17.8) e duas referentes ao local onde Satanás será preso por mil anos (20.1,3).

A palavra é também usada para descrever lugar onde estão presos alguns demônios (Lc. 8.31; 2Pe 2.4) e o reino dos mortos (Rm 10.7).

 

Os seres que saíram do abismo na 5ª. trombeta eram altamente malignos e demoníacos, indicando, como falamos, que o abismo era lugar de demônios e também de mortos.

Tudo indica que era desse abismo que o anjo tinha a chave.

Detalhe: conforme veremos, é um lugar provisório.

 

... e uma grande corrente. Para que o anjo trazia essa grande corrente?

v.2-3a

2a Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás e o prendeu... 3a lançou-o no abismo, fechou-o e pôs selo sobre ele.

 

A corrente foi usada para prender o ser maligno mais poderoso do Universo.

Para não haver dúvidas, além de dragão, João usa três designações, exatamente como fez em Ap 12.9:

... antiga serpente: referência óbvia a Gn 3, quando o diabo, na forma de uma serpente, tentou e conseguiu derrubar no pecado o primeiro casal.

 

diabo: gr. διαβολος diabolos: “dado à calúnia, difamador, que acusa com falsidade”.

Jesus chamou Judas de diabo. E chamou outros de “filhos do diabo”. Não é usado no AT.

 

Satanás: σαταν Satan: de origem hebraica: adversário, alguém que se opõe a outro.

Tornou-se o nome próprio do anjo que se revoltou contra Deus e tornou-se o pai da mentira, chefe dos demônios, príncipe dos espíritos maus, o inimigo maior de Deus.

Usado várias vezes no AT, especialmente em Jó.

 

A ação é vigorosa, sequencial, dramática:

segurou: gr. agarrar, segurar com força

prendeu (com a corrente) por mil anos: gr. amarrar.

Sobre o Milênio, dedicaremos a próxima pregação.

lançou no abismo: Interessante: não foi no lago de fogo, onde já estavam a besta (anticristo) e o falso profeta. Isso seria depois.

fechou (o abismo)

lacrou (o abismo): oficializando a prisão e proibindo qualquer um de abrir.

A imagem é fortíssima! É como se um criminoso fosse confinado a uma prisão de segurança máxima, preso na solitária, grades fechando, trancas enormes lacrando, e como se fosse pouco, amarrado lá dentro! E por mil anos!

Um tratamento extremamente duro da parte de Deus.

 

Às vezes a Bíblia descreve com poucas palavras grandes eventos, mas às vezes desce a detalhes, como agora.

Fomos informados com absoluta precisão quem foi preso, onde foi jogado e a forma como ficou lá (amarrado) e o tempo da prisão.

Agora temos o motivo pelo qual foi preso e o que foi feito com ele depois disso:

 

v.3b

Motivo:

... para que não mais enganasse as nações...

Afirmação importantíssima aqui sobre o diabo.

O próprio Espírito Santo resume numa só frase a atividade principal do diabo junto aos seres humanos: enganar.

Por isso Cristo o chamou de o “pai da mentira”: Jo 8.44

Foi o primeiro ser criado que mentiu e é o modelo maior de todo aquele que, de alguma forma, engana.

Outras passagens: 2Ts 2.8-12; 2Co 11.3, 13-15

Cada vez que você engana, mente, ilude alguém, você está usando uma característica típica de Satanás e o imitando.

 

... as nações

E mais. Satanás não apenas engana pessoas individualmente, mas nações inteiras, mostrando enorme inteligência para conceber planos malignos, capacidade de planejamento e poder de execução.

Não é à toa que é chamado o “príncipe deste mundo” (Jo 16.11; 14.30) e o “deus deste século” (2Co 4.4).

 

O que foi feito com ele depois de completados os mil anos:  

Depois disto, é necessário que ele seja solto pouco tempo.

Se eu tivesse o atrevimento de questionar a Deus, aqui seria um ponto: “Mas, Senhor, depois de tanto estrago que esse ser maligno fez, agora que já está preso, quieto à força, o mundo em paz, Tu vais soltá-lo de novo? Não faça isso”!

 

Mas é claro que eu jamais questionaria a Deus (Jó 9.12), até mesmo porque não tenho a menor vontade, pois confio plenamente na sabedoria dEle.

E embora eu não saiba a resposta, se Satanás foi solto depois de mil anos, é porque era a melhor opção para a raça humana, os seres angelicais, a Criação, tudo, enfim.

 

Aliás, dizemos que não temos a resposta, mas, a rigor, temos. Está escrito diante de nós:

... é necessário!

Isso é tudo! É uma resposta altamente válida, racional, lógica. E suficiente!

A palavra grega é pequenina, mas extremamente forte:

 

δει dei: É necessário, há necessidade de, convém, é correto e próprio.

Usada também num sentido particular: “necessidade estabelecida pelo conselho e decreto de Deus, especialmente por aquele propósito seu que se relaciona com a salvação dos homens pela intervenção de Cristo e que é revelado nas profecias do Antigo Testamento”. Strong

 

É traduzida por “é necessário” e “importa que”.

Foi muito utilizada por Jesus, Pedro, Paulo e João.

 

Em suma, é como se João tivesse sentido que iria dar uma informação tão esquisita e que causaria tanta estranheza, que foi logo dizendo: “Antes que me questionem, deixe-me dizer logo que o que vou falar ocorrerá porque é necessário, e ponto final. Não adianta reclamar, estranhar, etc.”

 

De fato, o estrago será tremendo quando Satanás for solto e liberado da prisão.

Veremos nos v.7-10.

 

Mas, vamos por partes e sejamos sábios, não permitindo que as más notícias estraguem as boas notícias.

E até aqui temos excelentes notícias: Cristo voltou, destruiu os exércitos do anticristo, matou todos os rebeldes do mundo, prendeu e isolou Satanás.

São os passos preparatórios de Cristo para o Seu reino em Israel, na terra, no Universo.

 

A próxima visão de João é espetacular. Veremos na próxima pregação.

 

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 68 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b