PREGAÇÃO

A sua parte é encher o pote - 2/3 (Série FAÇA A SUA PARTE 2 de 3)

Jo 2.1-12      minutos      04/08/2013         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close A sua parte é encher o pote - 2/3 (Série FAÇA A SUA PARTE 2 de 3)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior


1Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, achando-se ali a mãe de Jesus.2Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento.3Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm mais vinho.4Mas Jesus lhe disse: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.5Então, ela falou aos serventes: Fazei tudo o que ele vos disser.6Estavam ali seis talhas de pedra, que os judeus usavam para as purificações, e cada uma levava duas ou três metretas.7Jesus lhes disse: Enchei de água as talhas. E eles as encheram totalmente.8Então, lhes determinou: Tirai agora e levai ao mestre-sala Eles o fizeram.9Tendo o mestre-sala provado a água transformada em vinho (não sabendo donde viera, se bem que o sabiam os serventes que haviam tirado a água chamou o noivo10e lhe disse: Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora.11Com este, deu Jesus princípio a seus sinais em Caná da Galiléia; manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele.
12Depois disto, desceu ele para Cafarnaum com sua mãe, seus irmãos e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias.
############

Na primeira pregação explorei o evento em si, falando na interferência de Maria no início do ministério de Jesus e na reação dEle.

Comentei sobre o significado dos milagres de Jesus, na realidade, sinais.

E falei que, apesar do milagre ter várias aplicações, eu me concentraria num

princípio muito bem simbolizado aqui: em muitas áreas da vida, Deus age como um complemento à ação do homem.

Comentei que não era necessária a utilização dos serventes, pois Jesus bem poderia ter feito o milagre sozinho.

Mas fez questão de utilizar pessoas como intermediárias na execução do milagre.

 

Mesma coisa conosco: Deus age a partir do ponto em que nós chegamos ao limite.

E faz questão que cheguemos a esse limite.

 

Fiquei de ver CINCO exemplos. Vimos o primeiro: SUSTENTO. Vamos aos outros:

2) Saúde (responsabilidade no cuidado do corpo) 

Paulo manda Timóteo cuidar da saúde: 1Tm 5.23

Jesus recomendeu os médicos para os doentes: Mt 9.12

Por outro lado, é Deus quem nos mantém vivos: Jó 34.14-15; Mt 10.28-31

 

Efeito prático: cuide seriamente da saúde, tomando as providências que lhe cabe.

Isso é colocar água no pote.

Daí para a frente, deixe Deus resolver o que fazer desta água! Aguarde sem angústia.

Ele pode lhe curar de um câncer agressivo e pode permitir você morrer em dois dias, de um vírus estranho.

Dois extremos a evitar:

a) Não precisa “ajudar” Deus e encher o ponte até derramar! (Obcessão com saúde)

 

b) Entregar tanto a Deus a sua saúde, ao ponto de se acomodar, se recusando a fazer até exame de sangue.

Isso é não colocar água nenhuma!

 

3) Crescimento espiritual (responsabilidade no cuidado da alma) 

Devemos nos esforçar para crescer espiritualmente: Ef 4.22-5.4

Ao mesmo tempo Deus é Quem nos santifica: 1Ts 5.23; Hb 2.11

Veja os dois fatores numa só passagem: Fp 2.12-13

 

Todo crescimento espiritual envolve decisão, determinação, muito esforço.

Isso é colocar água no pote.

Por outro lado, mesmo que nos esforcemos, só cresceremos se Deus nos fizer crescer, ou seja se Ele transformar em vinho a água que colocamos.

Ao orar, inclua esse assunto, pedindo para Ele lhe tornar mais parecido com Cristo.

 

4) Resistência às tentações (ainda responsabilidade no cuidado da alma) 

Precisamos resistir: Ef 6.13-18; Tg 4.7

Por outro lado, Deus tem o total controle sobre as nossas tentações: 1Co 10.13

 

Agora, não podemos ser relaxados, achando que Deus é quem nos livra.

Precisamos evitar focos de tentação, estar preparados espiritualmente, orar, etc.

Isso é colocar água no pote!

E quando chega mesmo a tentação, Deus nos dá livramento, transformando todo aquele potencial que acumulamos em poder para vencer.

Essa certeza nos faz evitar o outro extremo, que seria viver apavorados com o Diabo.

Deus nos dá a vitória.

 

Por motivo de tempo, deixemos o quinto e último exemplo para a próxima pregação.

 

Que Deus nos abençoe. Amém 

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b