PREGAÇÃO

Alegria blindada

      58 minutos      17/08/2014         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Alegria blindada
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior


Leiamos Is 61.10-11

Após revelações maravilhosas sobre o Messias, o profeta se alegra com um brado de exultação, que muito bem traduz o sentimento do salvo.

Esta é a sensação constante de um filho de Deus.

O tempo é FUTURO: regozijar-me-ei: sempre olhando para a frente.

O simples saber que é salvo será sempre motivo de alegria.

 

É comum a ideia de que a vida de crente é meio triste, sem graça.

Eu mesmo já fui vítima dessa ilusão, antes da conversão.

Era desanimador pensar: “Crente não bebe, não fuma, não se diverte, que vida insossa!”

Esta é uma pedra de tropeço para muitos não irem a Cristo.

 

Quantas vezes, talvez, você, no íntimo do coração, sentiu atração por Cristo, pensou na ideia de ir até Ele e pedir que lhe salvasse, chegou a examinar alguns pontos, animou-se com a possibilidade de sua angústia existencial desaparecer, mas de repente, todos esses pensamentos, que já estavam até se tornando simpáticos, são afastados por uma lembrança que atinge sua alma como um raio:

“Vida de crente é triste! E eu quero curtir a minha vida, ter alegria, passear, me divertir. Não quero um vida triste!”

E a ideia de ir a Cristo é afastada, adiada. Que pena!

É totalmente falsa a ideia de que a vida de um filho de Deus é triste.

Certo que o crente fiel foge de vícios, prazeres carnais, futilidade, desonestidade, etc.

Mas pensar que a falta disso gera uma vida triste, é usar escala de valores muito pobre.

Só que essa escala de valores é a única que o homem natural conhece.

Não entende, não conhece nada das coisas espirituais.

É lógico que irá buscar prazer e alegria nas coisas do mundo e em nada mais.

 

Quanto à conversão a Cristo, envolve uma vivificação espiritual: Ef 2.1-6

É uma vida nova, com capacidade de conhecer e GOSTAR das coisas espirituais.

Isso não existia antes.

Num crescimento espiritual saudável essa nova inclinação vai se apossando gradualmente, esmagando o antigo gosto pelas coisas carnais e vazias deste mundo.

É uma luta, sem dúvida, mas que a cada vitória traz grandes alegrias.

E o crente vai perdendo a vontade de fazer algo que desagrade a Deus. E quando peca, se entristece.

 

O novo grande alvo na vida é agradar ao Salvador: 1Pe 1.3-9

Veja o modo como Pedro descreve o estado de espírito de quem crê em Cristo, v.8:

exultais: se alegrar extremamente (derivado de um verbo que significa pular, saltar).

Com uma alegria duplamente caracterizada:

indizível: que não dá para explicar

cheia de glória: maravilhosa, pura, adequada para ser dirigida a um Deus santo

 

Isso não é fanatismo irracional.

É lógico, tão lógico quanto um preso ter vontade de agradar alguém que lhe pagou a fiança e tirou da prisão.

Agora, a alegria que teve essa pessoa ao sair da prisão, só conhece quem foi preso também e um dia tornou-se livre.

Para conhecer a alegria de uma vida com Cristo, só saindo da prisão espiritual!

Antes disso, nem imaginava o quanto é boa essa alegria.

E pensa que os crentes tiraram da vida as “coisas gostosas”.

 

Ah, amigo, você precisa conhecer o que são verdadeiramente as coisas gostosas da vida.

Não existe algo mais gostoso nesta vida do que:

 

1. Passar da situação de perdido e condenado ao inferno à posição de salvo e destinado ao céu. Da escravidão debaixo de um tirano, como o diabo, à liberdade de um Senhor bondoso como Cristo: Cl 1.11-14

 

2. Ter, já nesta vida, segurança, apoio, proteção do próprio Deus.

Nesta vida confusa, o crente olha para cima e sabe que está protegido.

Como uma criança brincando na praia, que olha o tempo todo para onde os pais estão.

Veja o que Deus diz para quem se apega a Ele: Sl 91.14-16

Um dos efeitos do ministério de Cristo na terra é exatamente nos ajudar: Hb 2.17-18

 

3. Acordar de manhã e pensar: “Se hoje eu tiver um acidente fatal, vou para o céu!”

O maior pavor do mundo, morrer, se torna na grande esperança para o crente: Fp 1.21-23

 

4. Levar uma alma a Cristo.

Se é agradável apresentar um amigo que fará um favor a outro, quanto mais apresentar alguém perdido ao único Salvador do mundo!

O Evangelho é boas novas de alegria: Is 61.1; Lc 2.8-11

Alegria de Paulo nos convertidos dele: 1Ts 2.19-20

É espetacular saber que uma ação sua gerou alegria no céu: Lc 15.7

 

5. Ser benéfico às pessoas, imitando Jesus (At 10.38)

O crente sério faz questão de fazer o bem: Rm 12.9,17,21

E como isso dá alegria à alma!

 

Termino observando que essa alegria é fruto do Espírito Santo, não depende de circunstâncias da vida. Como diz o título, é blindada a problemas e dificuldades.

Não é incompatível o crente estar triste por certa circunstância, mas alegre por dentro.

É uma alegria baseada no Senhor: Fp 4.4

Como o Senhor nunca nos faltará, esse alegria nunca faltará.

 

Amigo, dizem que vida de crente é triste, mas não acredite nisso.

Pode haver muitas tristezas, mas não se torna uma vida triste.

Vá a Cristo e seja possuidor de uma alegria que nunca pensava existir!

 

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b