PREGAÇÃO

Mais malícias do DIABO (Série DESMASCARANDO SATANÁS 2 de 3)

      58 minutos      25/05/2014         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Mais malícias do DIABO (Série DESMASCARANDO SATANÁS 2 de 3)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

Em 2Co 2.11, Paulo disse que não queria dar vantagem a Satanás, pois “não lhe ignoramos os desígnios”.

Fiquei de responder: que desígnios são esses?

Destaquei seis. Vimos três na mensagem passada e veremos hoje os outros três.

* Satanás: do hebraico satan = adversário, opositor.

* Diabo: do grego diabolos = caluniador, que acusa com falsidade.

Já vimos:

1) Querer ser como Deus

2) Tentar os homens para levá-los ao pecado

3) Dominar cada aspecto do ser humano

 

Continuando:

4) Impedir que os pecadores se convertam a Cristo

Para isso, ele:

a) Cega o entendimento: 2Co 4.3-4

Vimos essa passagem semana passada, para mostrar que Satanás domina a mente.

Agora quero mostrar o OBJETIVO dele ao agir assim:

... para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus

O Espírito Santo abre à força o “coração” de Satanás e expõe ao mundo a torpeza da sua intenção: que as pessoas continuem às cegas, ficando fechada a única opção de escaparem da condenação eterna: enxergar a luz do Evangelho de Cristo!

Irmão, nunca banalize a pregação do Evangelho! Ele é a luz que revela a glória de Cristo. Ou o pecador adora a Cristo ou vai para o inferno!

 

b) Arranca o Evangelho plantado no coração: Lc 8.11-12

Aqui não é tirar um doce da boca de uma criança, mas o Evangelho do coração!

Um poder tremendo, mais fundo do que simplesmente influenciar.

E pior ainda é o MOTIVO, novamente escancarado ao mundo:

PARA NÃO SUCEDER que, crendo, sejam salvas.

Amigo, se você tem ouvido o Evangelho, saiba que o inimigo está usando um grande poder para arrancar tudo o que tem sido plantado.

 

c) Dificulta o trabalho dos filhos de Deus na proclamação do Evangelho: 1Ts 2.17-18

Não admira que o trabalho cristão seja tão difícil, sofrido, às vezes até mesmo impedido!

Quando ocorrer, peça a Deus para, se quiser, tirar os obstáculos.

- Até onde devo insistir ou paro com um projeto que está visivelmente emperrado?

Só conheço uma maneira: pedir a Deus sabedoria e paz no coração em cada passo. 

 

5) Conturbar a identificação de quem é filho de Deus e quem é filho dele (diabo).

Mt 13.24-30, 36-43

Uma grande dificuldade da vida cristã é saber quem é irmão em Cristo e quem não é.

Não para julgar coração, mas para saber como se relacionar e trabalhar.

A igreja local precisa ter cuidado para não aceitar como membro um joio e não trigo.

 

Vemos nessa parábola que essa dificuldade não ocorre por acaso: tem o dedo do diabo.

 

Importante: a solução de Jesus não implica no crente se sentir constrangido em avaliar quem dá mostra de conversão e evitar comunhão espiritual.

Aliás, o crente é ordenado a “pesar os espíritos” (1Jo 4.1): pesar: gr. δοκιμαζω dokimazo: testar, ver se é genuíno ou não.

E nem a igreja deve se sentir proibida de excluir um membro. Aliás, a igreja é ORDENADA a excluir membros em alguns casos.

 

A proibição é de eliminar fisicamente (arrancar).

Não entendo como alguns reformadores séries e fiéis à Bíblia, perseguiram e mataram convertidos que discordavam deles, sem perceber a contradição com esta parábola.

 

Quanto à questão de você avaliar se alguém é irmão ou não, sugiro que não seja INGÊNUO demais (“Falou em Cristo é irmão!”) e nem CÉTICO demais (Ainda fuma? Então não se converteu ou Se faltou dois cultos seguidos não é crente).

Seja como for, não é nossa responsabilidade decretar se alguém é convertido ou não.

 

Mas o que importa mesmo, no nosso contexto, é notar que toda essa dificuldade é causada pela ação do diabo, que mistura tudo.

 

6) Acusar os crentes diante do próprio Deus:

Jó 1.8-12; 2.3-6

Acusação: Jó somente adorava a Deus porque tinha bens, filhós, era feliz. Se tudo isso fosse tirado, Jó blasfemaria contra Deus.

 

Zc 3.1-2

Josué: sumo-sacerdote na época do profeta Zacarias (520aC).

Acusação: não sabemos. Quase certamente os pecados de Israel.

Passagem aponta para a restituição do sacerdócio de Israel quando o Messias voltar.

 

No caso de Jó, Deus concordou em fazer o teste que Satanás queria, embora limitando-o.

No de Josué, Satanás é sucintamente repreendido por Deus.

Não sabemos como Deus atua quanto às permissões e proibições do que Satanás quer.

Seja como for, até onde nos compete, tentemos não dar motivos para o nosso inimigo nos acusar diante de Deus.

 

Ap 12.7-12

Aqui claramente Satanás é descrito como o incansável acusador dos crentes, dia e noite.

Ele e seus demônios serão expulsos do céu, para a Terra, no meio da Tribulação.

 

Todas essas são revelações fantásticas dos bastidores celestiais.

TERMINO lembrando algo muito importante: mesmo com desígnios tão malignos e tão grande poder, o Diabo só faz o que Deus permite:

Jó 1.12: Satanás só agiu porque Deus deixou e dentro de limites claramente definidos.

2Co 12.7-9: o mensageiro era de Satanás, mas Deus tinha um propósito nisso (Paulo  não se ensoberbecer) e tinha poder de afastar o mensageiro de Satanás.

Mt 8.28-32: poder total de Jesus sobre os demônios.

No final Satanás será jogado no lago de fogo: Mt 25.41; Ap 20.10

 

Terminei a pregação passada exortando: não deixe que o diabo cumpra EM VOCÊ os desígnios dele e nem dê lugar a ele (Ef 4.27).

Perguntei como e respondi suscintamente: resistindo a ele (Tg 4.7).

Mas resolvei dedicar toda a próxima pregação a esse ponto de não dar lugar ao diabo.

Que Deus nos abençoe. Amém.

Mauro Clark, 70 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2022
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2022 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b