PREGAÇÃO

Senhor, quero ver a Tua glória! (Série ÊXODO 86)

Ex 33.18-23      42 minutos      18/07/2021         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Senhor, quero ver a Tua glória! (Série ÊXODO 86)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior
 

Vimos que Moisés conseguiu de Deus praticamente o impossível: fez Deus revogar sua decisão e se dispor de novo a acompanhar o povo até Canaã.

E isso na base da ousadia, da fé, da insistência.

Então, finalmente Moisés, feliz, se conforma com o conseguiu de Deus. Correto? Não!

 

v. 18:

Rogo-te que me mostres a tua glória

Parece incrível! Parece que Moisés não tem limite!

É como se achase pouco tudo o que tinha visto, conhecido e conseguido de Deus!

 

Agora ele quer o máximo possível: Ele quer ver o próprio Deus!

Quer um contato pessoal com Deus, um contato físico, ver com os próprios olhos.

Queria usufruir tudo o que pudesse de Deus.

Fico imaginando se naquele momento chegássemos a Moisés, perguntando:

- Moisés, o que você quer dizer exatamente com “ver a glória de Deus?”

Tenho dúvidas se ele saberia responder com precisão.

Talvez dissesse: A beleza, a santidade, o brilho, tudo o que puder!

Moisés queria Deus até o último gráu!

 

Resposta de Deus: dividida em duas partes:

Na 1ª, Ele fala de coisas que poderá mostrar a Moisés.

Na 2ª, Deus diz que não atenderá exatamente como Moisés pediu, apenas em parte.

Vamos inverter, vendo primeiro a 2a. parte:

 

v.20:

Da forma como Moisés queria, Deus não iria atender: ninguém poderia ver a face de Deus e continuar vivo: potencia da glória de Deus, além da limitação e pecado humanos.

 

v.21-23

Mas Deus não deixaria Moisés frustrado.

Criou uma maneira de atendê-lo: Moisés ficaria numa pedra e quando Deus passasse em frente, colocaria Moisés numa fenda e cobrira seus olhos com a mão.

Depois descobriria os olhos de Moisés, para que ele visse a Deus pelas costas.

O que significa ver Deus pelas costas? Não sabemos exatamente.

Duas sugestões:

a. Linguagem antromórfica: menos intensidade em tudo o que incluiria ver pela frente, tipo a paisagem logo após o por do sol.
b. Linguagem literal: Deus assumiu a forma humana de Cristo encarnado.

 

Observe:

1. Deus fez questão de atender Moisés até onde pôde.
Ele sempre teve prazer em atender os filhos fiéis. Cristo tanto nos incentivou a pedir!

2. A glória de Deus de fato passaria em frente a Moisés, apenas ele não a veria.
Só isso já é muito: o próprio Deus fazer passar sua glória em frente a um homem!
Já pensaram na sensação de Moisés, sentindo a presença de Deus ali?

3. Além de tapar os olhos de Moisés, ainda teria de escondê-lo numa fenda.

Por que? Proteção ao próprio Moisés.
Deus poupa os Seus filhos dEle próprio e lhes dá apenas até onde podem suportar.
* Provações: limite é nossa capacidade - 1Co 10.13
* Ensino: Jesus limitou aos apostos apenas até onde podiam suportar: Jo 16.12

Voltando, vejamos a 1a. parte da resposta: coisas que Deus poderia mostrar a Moisés.

v.19

Palavras difíceis.

farei passar toda a minha bondade diante de ti

bondade: hebr.: lit.: beleza de caráter
De modo abrangente, Deus faria passar a Sua bondade a Moisés ao longo da vida dele.

Moisés ainda viveria 40 anos. Teria muita experiência pela frente e, assim, oportunidade de ver a bondade de Deus em pleno exercício.

... te proclamarei o nome do Senhor
Nome
: caráter, atribuots pessoais de Deus.

terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia e me compadecerei.. compadecer
Duas sugestões:

* Referindo-se a Moisés: “Vou lhe mostrar tudo isso, Moisés, porque quero, porque você achou graça aos meus olhos, não pque lhe devo isto ou porque você merece”.
* Referindo-se ao povo de Israel: “Esse tratamamento a você não será obrigatoriamente o mesmo a todos em Israel”.
Paulo cita essa frase em Rm 9, no contexto da soberania de Deus quanto à eleição.
Deus previne a Moisés que a bondade que ele veria seria compatível com a soberania de Deus. Não uma bondade dentro dos padrões humanos e falhos.
Como se dissesse:

“Moisés, a minha maneira de ser misericordioso não será exatamente a sua maneira”.
Alguns crentes precisam entender para si estas palavras, pois querem compreender certas coisas e não se conformam.

 

Aplicação geral:

Muitos crentes se dão por satisfeitos com tão pouco em termos espirituais.

Uma certa paz no coração, umas orações atendidas, um bom relacionamento com Deus e  está suficiente, estão plenamente satisfeitos.

Que pobreza! Faça como Moisés: deseje o máximo de Cristo!

Empenhe-se em conhecê-Lo o mais possível. Queira Cristo até o último gráu!

Nunca esteja satisfeito com o que já conhece dEle.

Foi por isso que Moisés conseguiu o que queria: não se satisfez, pediu mais e consegiu.

 

Agora, certamente Ele não vai se revelar diretamente a nós, em toda a Sua glória. Nós não poderíamos suportar.

E mesmo numa visão, como ao apóstolo João, não tem sido o padrão para essa época.

Certamente nos atenderá mostrando o Seu amor ao longo da nossa vida.

E nos permitirá testemunhar demonstrações belíssimas da misericórdia dEle, da paciência, de muitos outros atributos.

 

E para nos consolar, aqui e ali uma visão “pelas costas.”

Momentos raros e especiais em que podemos sentir pessoalmente a Sua presença ao nosso redor. Momentos da mais pura comunhão, momentos sublimes.

Mas só enquanto não chega o dia. Enquanto não chega o dia!!!

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b