PREGAÇÃO

Série Êxodo - 49 - Ex 20.1-17: E Deus dá a Sua Lei!

Mauro Clark | 23/06/2019
43 minutos

headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Série Êxodo - 49 - Ex 20.1-17: E Deus dá a Sua Lei!
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior


A última vez que encontramos Moisés foi no pé do monte Sinai (19.24-25).

Chegou a hora de Deus começar a transmitir a Sua Lei a Moisés, um código de leis extremamente complexo, que envolvia cada aspecto da vida - pessoal, familiar e nacional, tratando de questões morais, civis, religiosas e principalmente espirituais.

Foi feito principalmente para o povo judeu, escolhido para ser um canal através do qual Deus falaria e se revelaria para toda a humanidade e de onde viria o Messias dos judeus, que seria o Salvador do mundo.

A própria Lei de Moisés incluía a possibilidade de um gentio adotá-la para si, tornando-se um prosélito.

Importante: a Lei deveria ser do interesse de todo o mundo, pois ali Deus trata do problema do pecado, que contaminou não apenas o povo judeu, mas todo a humanidade.

 

Deus inicia com os famosos Dez Mandamentos, um resumo do aspecto moral e espiritual  da Lei: 20.1-17

Veja que os dez mandamentos foram dados no pé do monte Sinal, no começo da jornada, à vista do povo, que ficou afastado de Moisés, atrás do limite marcado por Deus: (20.18)

Moisés se chegou à nuvem escura, onde Deus estava.

Demonstração de poder e espetáculo apavorante, que deixou o povo aterrorizado, conforme veremos depois de examinar cada mandamento.

Mais tarde, em cima do monte, os Dez Mandamentos foram escritos pelo próprio Deus em duas tábuas de pedra: Ex 24.12; 31.18

 

São chamados literalmente de "dez palavras ou dez mandamentos" (Ex 34.28; Dt 4.13: mesma palavra hebraica).

Vários profetas iriam fazer referência, direta ou indiretamente aos 10 mandamentos.

 

Dos dez, os quatro primeiros se referem ao relacionamento com os homens (horizontal). Os seis últimos, referem-se a relacionamento com Deus (vertical).

 

Dos dez, oito tem a forma negativa "Não... ". Dois tem forma positiva.

A forma negativa vai além do que NÃO deve, ficando implícita o que deve fazer:

Exemplo: "Não furtarás" = respeitarás, protegerás, terás interesse no que é do outro.

Por que a forma negativa? Talvez para mostrar a tendência do homem em fazer o mal.

 

Os dez mandamentos seriam repetidos 40 anos depois, no final da jornada: Dt 5.6-21

 

Cinco perguntas importantes:

1. Os dez mandamentos ainda valem para hoje?

SIM, a Lei continua plenamente válida em seu aspecto moral e espiritual.

Aliás, Jesus Cristo interpretou e ainda aprofundou mais alguns aspectos espirituais da Lei. Citou literalmente alguns dos dez mandamentos: Mt 5.21-22, 27-28, 33-37, 43-44.

TODOS os dez mandamentos, menos um (o quarto, do Sábado), são repetidos no NT, de maneira idêntica. Veremos um a um.

 

2. O que passou da lei?

a. Aspecto ritual/cerimonial/sacrificial, que apontava para Cristo e para coisas celestiais.

Exemplos:

* Sacrifícios (Hb 9.24-25; 10.1-4, 10)

* Sacerdócio (Hb 7.11-12; 23-28)

* Templo (Hb 9.1-4, 11-12; 10.19-22; 1Co 3.16)

 

b. Aspectos civil, militar, cultural e religioso, que eram para os judeus.

Exemplos:

* Civil: Ex 21.28-32

* Militar: Dt 24.5

Cultural e religioso: as festas

 

3: Qual o propósito da lei?

* Revelar Deus aos homens

* Mostrar a pecaminosidade do homem: Rm 3.19-20

* Mostrar o que Deus esperava dos homens

* Mostrar que o homem precisava de mediadores para chegar a Deus: Moisés, sacerdotes (iniciando com Arão) e, finalmente, o grande Mediador, Cristo:GI 3.24; 1Tm 2.5

 

4: Para quem são os dez mandamentos hoje?

Para a humanidade. É o código de ética para a raça humana.

De certa forma, os mandamentos foram dados a cada ser humano: Rm 2.14-15

 

5: É possível resumir numa só frase os 10 mandamentos?

Sim. Cristo fez exatamente isso: Mt 22. 34-40

Em suma: os mandamentos 1 a 4 ordenam: "Ame a Deus". Os mandamentos 5 a 10 ordenam: "Ame o próximo".

Indo mais fundo, é possível resumir toda a Lei em um só mandamento: AME!

 

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 67 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2019
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2019 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b