PREGAÇÃO

Transfiguração - 1/2

Lc 9.28-36      62 minutos      14/12/2014         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Transfiguração - 1/2
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior


28Cerca de oito dias depois de proferidas estas palavras, tomando consigo a Pedro, João e Tiago, subiu ao monte com o propósito de orar.29E aconteceu que, enquanto ele orava, a aparência do seu rosto se transfigurou e suas vestes resplandeceram de brancura.30Eis que dois varões falavam com ele: Moisés e Elias,31os quais apareceram em glória e falavam da sua partida, que ele estava para cumprir em Jerusalém.32Pedro e seus companheiros achavam-se premidos de sono; mas, conservando-se acordados, viram a sua glória e os dois varões que com ele estavam.33Ao se retirarem estes de Jesus, disse-lhe Pedro: Mestre, bom é estarmos aqui; então, façamos três tendas: uma será tua, outra, de Moisés, e outra, de Elias, não sabendo, porém, o que dizia.34Enquanto assim falava, veio uma nuvem e os envolveu; e encheram-se de medo ao entrarem na nuvem.35E dela veio uma voz, dizendo: Este é o meu Filho, o meu eleito; a ele ouvi.36Depois daquela voz, achou-se Jesus sozinho. Eles calaram-se e, naqueles dias, a ninguém contaram coisa alguma do que tinham visto.

###########

Tudo indica que fora de Israel, ao norte (Síria, talvez no monte Hermon).

Durante 3º ano do ministério, seis a dez meses antes da crucificação em Jerusalém.

 

v. 28

depois de proferidas essas palavras

Que palavras? v.27: “... até que vejam o reino de Deus”

 

Em Mateus e Marcos a transfiguração também ocorre logo depois dessa profecia.

Mt 16.28: ... até que vejam vir o Filho do homem no seu reino

Mc 9.1: ... até que vejam o reino de Deus já chegado com poder

 

Provavelmente a Transfiguração foi exatamente o cumprimento dessa profecia.

Nesse caso, a Transfiguração deve ser compreendida como algo grandioso, de enorme significado, talvez mais do que podemos alcançar.

Se essa interpretação é correta, podemos dizer que a Transfiguração revelou a verdadeira identidade de Cristo, mostrando como Ele será glorioso no seu reino.

Uma espécie de antecipação aos 3 apóstolos, em primeiríssima mão, de como será a aparência de Cristo no futuro.

 

Jesus toma de lado Pedro, João e Tiago e os leva para o alto de um monte.

Algumas vezes Ele levava só esses três: instrução especial.

Certamente tinham grande influência sobre o restante do grupo.

 

É normal um líder destacar alguns para se aproximar mais, instruir melhor.

Importa que esses não se sintam envaidecidos e superiores e que os outros não se sintam enciumados.

 

v.29-30

Enquanto orava

Seu propósito era ORAR.

Oração era a base do ministério de Jesus, sempre mencionada nos pontos altos do ministério dEle.

Há quem pense que a própria Transfiguração foi resposta a essa oração.

 

Pergunto a você: O que a oração tem a ver com a SUA vida?

 

Enquanto orava, algo fantástico ocorreu:

Ele foi  transfigurado diante deles (Mt)

transfigurado: grego μεταμορφοω metamorphoo: 1) mudar de forma, transformar, transfigurar

 

Mas transfigurado como? Há mais detalhes sobre essa transformação de Jesus?

Vejamos os três evangelistas:

o seu rosto resplandecia como o sol (Mt)

suas vestes tornaram-se brancas como a luz (Mt)

suas vestes resplandeceram de brancura (Lc)

suas vestes tornaram-se resplandecentes e sobremodo brancas, como nenhum lavandeiro na terra as poderia alvejar (Mc)

 

É como se Deus quisesse “abrir um parêntese” na humilhação do Seu Filho e mostra-Lo exaltado aos apóstolos mais íntimos, mostra-lo como Ele seria de fato!

Qual o propósito de Deus?

1. Animar os apóstolos, pois seis dias antes Jesus revelara aos apóstolos o Seu sofrimento e morte. Deviam estar deprimidos.

2. Animar o próprio Jesus!

 

Essa EXALTAÇÃO se fez de três maneiras:

1. FÍSICA. Seu corpo ficou resplandecente, de modo indescritivelmente belo.

 

2. CONFIRMAÇÃO SIMBÓLICA DE QUE ELE É O CUMPRIMENTO DO AT

Imediatamente surgiram dois homens ao seu lado, conversando com Ele.

Ninguém menos que Moisés e Elias, os quais apareceram em glória (NVI: glorioso esplendor), ou seja, não com seus corpos normais, que tinham na terra, mas na forma celestial (talvez como serão no futuro).

 

Não se tratava de um visão MENTAL dos apóstolos (como João teve em Apocalipse).

Estavam de fato enxergando um APARECIMENTO REAL.

Moisés e Elias estavam realmente ali, conversando com Jesus.

 

Por que Moisés e Elias? O AT era chamado por Jesus de Lei e os Profetas (Mt 7.12)

Ninguém melhor para representar a Lei do que o grande escritor delas: Moisés.

E Elias representava os profetas.

Bastava a presença dos dois para sugerir que o AT apontava para Cristo.

(Motivo adicional para serem Moisés e Elias: “partidas” fora dos padrões normais). 

 

Que valioso se tivéssemos uma dica do CONTEÚDO daquela conversa. Pois temos:

 

v.31

falavam da sua partida, que ele estava para cumprir em Jerusalém.

O assunto não era a vida de Moisés, o Êxodo, a Lei.

Nem a fantástica vida de Elias, com os milagres poderosos, a subida ao céu.

Mas a PARTIDA DE JESUS, ou seja, a MORTE (com ressurreição e ascensão)

Em suma, Jesus era o centro da conversa.

Na morte dEle estava todo o sentido do AT, com a Lei, as profecias, símbolos, história,  todo o plano salvífico, tudo girava em torno da salvação que sua morte tornou possível.

E através da Sua morte e ressurreição, Ele cumprira tudo o que estava predito.

O AT não teria nenhum sentido sem Jesus.

Os fariseus nunca entenderam isso: sempre chocavam Jesus contra Abraão, contra Moisés, contra o próprio AT.

 

Não é de admirar que o assunto fosse esse. A morte de Cristo, seguida da Sua ressurreição e do retorno ao céu é o assunto mais importante da terra.

Nada deveria interessar mais a um ser humano do que isso.

Afinal, a vida eterna de cada um depende disso.

E mais: esse é o assunto mais importante do Universo: toda a Natureza será redimida do cativeiro da corrupção, em consequência da salvação que Cristo operou.

 

Qual o assunto mais importante da sua vida? Esporte, política, economia? Que pobreza! Religião? Se for como um sistema de crenças e rituais, ainda está longe.

Agora, se for as coisas espirituais, está no rumo.

Mas cuidado para não nadar e morrer no seco. Há ensinos espirituais errados.

Ao examinar esse assunto, vá fundo e veja na Bíblia a importância do ministério de Cristo para que você possa ser salvo.

Não tire Jesus do contexto bíblico, como muitos fazem: admiram a personalidade dEle, mas não entendem que só tem sentido se falar em Jesus Cristo como o centro de tudo o que está escrito na Bíblia.

 

Antes de passarmos para a terceira maneira que Deus usou para exaltar Jesus, vamos tirar o foco da fantástica e fulgurante cena de Jesus transfigurado, conversando com Moisés e Elias, também em estado glorioso, e vejamos os três apóstolos - sonolentos!

 

v.32-33

Que contraste: Pedro, Tiago e João dormindo!

De repente, acordaram assustados com tanto brilho e viram o final da conversa entre os dois homens e Jesus.

Quando Moisés e Elias iam se afastando de Jesus, Pedro disse:

bom é estarmos aqui.

E se ofereceu para fazer 3 tendas, uma para Jesus, outra para Moisés e outra para Elias.

O próprio texto diz que Pedro falou  não sabendo o que dizia.

Não que estivesse delirando, ou fora de si, mas falou bobagem, algo sem sentido.

Fazer três tendas ali não era o caso.

 

Observação interessante:

Pedro deve ter achado que era bom eles estarem lá para ajudar na confecção das tais tendas, o que, não era o caso.

Mas na afirmação em si, Pedro acertou: de fato era bom que estivessem lá.

Por um outro motivo que nem imaginava: pelo peso da revelação em si e o EFEITO que teria na vida dele e dos outros dois apóstolos.

O testemunho que dariam daquela experiência seria muito importante no bojo da pregação que fariam sobre a Pessoa do Cristo. Basta ler 2Pe 1.16-18 e Jo 1.1-2, 14.

 

Às vezes nos enganamos quanto aos detalhes do que Deus quer de nós.

Achamos que devemos fazer certa coisa, mas Deus nos leva a fazer outra.

Achamos que o melhor é estar em determinado lugar, e Deus nos leva para outro.

Achamos que o melhor é DIZER certa coisa, e na hora H dizemos outra.

Não devemos nos frustrar quando isso ocorrer.

Esteja DISPOSTO para ir onde Deus quiser lhe levar e ATENTO para saber como agir.

E quando não souber o que Deus quer de você, simplesmente FIQUE QUIETO.

Nesses momentos o melhor é NÃO FAZER E NÃO DIZER nada. Apenas OUVIR e APRENDER. O que fizer, pode atrapalhar!

Cristo quis Pedro e os outros dois lá. Na ocasião eles não sabiam por que.

Mas um dia compreenderiam. E mesmo que jamais compreendessem, só o fato de Jesus ter resolvido levá-los, mostra que era importante.

 

Voltando:

A experiência dos tres apóstolos ainda não havia terminado.

Além de verem o Senhor Jesus Cristo glorificado e duas altas personagens bíblicas com Ele, ainda faltava uma experiência extremamente marcante, que era a terceira maneira que Deus se utilizou para exaltar o Seu Filho.

Veremos na próxima pregação.

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b