PREGAÇÃO

Meu Pastor estará eternamente comigo (Série SALMO 23 13 de 13)

Sl 23.6      29 minutos      18/01/2015         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Meu Pastor estará eternamente comigo (Série SALMO 23 13 de 13)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

Davi parte para a última frase do salmo. E escreve passagem difícil.

... e habitarei na casa do Senhor para todo o sempre.

para td. o sempre: lit.: para a duração dos dias (termo indefinido quanto ao futuro).

 

Três maneiras de interpretar:

1) Refere-se especificamente à vida terrena: durante todo o restante da sua vida, Davi iria habitar na  casa do Senhor, ou seja, no tabernáculo (ou na tenda onde estava a arca, pois o grande Templo de Salomão ainda não havia sido construido).

Como Davi era rei e morava em palácio, obviamente não iria literalmente morar na tenda onde estava a arca.

Nesse caso habitar na casa do Senhor seria uma figura para expressar COMUNHÃO íntima e contínua com Deus. (Tabernáculo era associado com a ideia da PRESENÇA DE DEUS.

 

2) Refere-se especificamente ao futuro pós vida aqui na terra.

É como se Davi olhasse para a frente, afirmando que estaria com Deus eternamente.

 

3) Mistura da primeira com a segunda intepretação. (Minha).

Davi vislumbra uma vida de constante adoração, na presença de Deus.

Observe que Davi já havia dito que era ovelha do Senhor e por isso tinha garantia de que nada iria lhe faltar (repouso, alimento, proteção, orientação, companhia, honra, abundância). Agora ele dá um passo além e afirma que SEMPRE teria comunhão pessoal com o Pastor dele.

Ou seja, o relacionamento dele com o Pastor não se limitaria a ser alvo do cuidado e da proteção dEle. Davi gozaria da INTIMIDADE do Pastor continuamente.

Onde quer que o Pastor estivesse, ali estaria Davi para adorá-Lo.

 

Mas isso seria muito pouco para quem tem como Pastor o Deus eterno.

Davi sabia que esta vida é curta e passa rápido.

E depois, quando acabassem os dias dele aqui na terra, como seria o relacionamento dele com o Pastor? Terminaria? De forma alguma!

Embora sem muita revelação sobre as coisas do futuro, os personagens do VT sabiam que o seu relacionamento com Deus não terminaria com a morte: Hb 11.13-14

Há várias passagens do VT que indicam isso, inclusive do próprio Davi.

 

É razoável pensar que Davi, quando falou “para a duração dos dias” olha para a frente, depois da sua vida aqui na terra.

Onde quer que Deus habitasse, ali estaria Davi também, por toda a eternidade, gozando do privilégio de adorá-Lo e de compartilhar da intimidade dEle.

(Há os que interpretam “casa de Deus” com família de Deus, o que daria uma ideia ainda mais forte da intimidade com Deus).

 

Imagine um amigo chegando para você e dizendo: - Vou morar com você!

Você ficaria desconcertado, achando que ele estava brincando ou perdido o juízo.

Morar na casa de alguém é algo especialíssimo, extremamente íntimo, reservado em geral para marido, mulher e os filhos do casamento (até se tornarem adultos). Aqui e acolá inclui os pais idosos do casal, ou alguém em situação bem peculiar, e mesmo assim, de modo provisório.

Seja como for, morar na casa de alguém é demonstração de grande intimidade com o dono da casa.

Pois Davi, com toda a naturalidade e até ousadia, diz que iria habitar na casa do Senhor!

 

Já falamos das consequências maravilhosas de termos Cristo como Pastor: Ele cuida de nós, nos dá alimento (físico e espiritual), descanso (físico e espiritual), orientação, proteção, companhia, honra.

Mas além de tudo isso temos o supremo privilégio de estar intimamente envolvidos com Ele, em real adoração e profunda comunhão pessoal com Ele.

Tudo isso é possível por causa do Espírito Santo que Cristo mandou para habitar em nós.

 

Interessante é que aqui não há parelelo com a ideia do VT de irmos até o Templo para adorarmos e estarmos mais intimamente com Deus.

Agora NÓS MESMOS somos templos de Deus, pois o Espírito Santo veio habitar em nós.

Ou seja, para adorarmos ao nosso Pastor, basta que nos disponhamos a isso.

Para ter intimidade com o nosso Pastor basta honrar o Espírito Santo  que mora em nós.

 

Mas, à semelhança de Davi, nossa vida também é curta e certamente o nosso relacionamento com o Pastor não termina com a última batida do coração.

 

E o que ocorrerá então no futuro?

O nosso Pastor disse que iremos habitar com Ele, na casa do Pai celestial: Jo 14.1-3

Isso significa que somos íntimos de Deus, extremamente especiais para Ele.

Não pelos nossos próprios méritos ou virtudes, mas pela posição que assumimos em Cristo.

Nos tornamos FILHOS de Deus pela fé em Cristo.

Assim, do modo como é natural uma criança morar com o próprio pai, é natural irmos morar com o Pai celestial.

Mas há uma grande diferença: quando a criança cresce, vai morar por conta própria.

Quanto a nós, estaremos eternamente com o Senhor Jesus Cristo: 1Ts 4.16-17

Esse é exatamente o cumprimento da vontade do nosso Pastor, expressa em Jo 17.24

 

Termino observando:

Essa perspectiva, com a qual Davi termina o Salmo 23, olhando para a eternidade, deve ser exatamente a nossa maneira de viver neste mundo.

Não simplesmente usufruindo nesta vida das bênçãos por sermos ovelhas de Cristo, alimentadas, protegidas e orientadas por Ele.

Mas conscientes de que essa bênçãos, por serem temporárias e vividas na carne, são até pequenas e imperfeitas, quando comparadas com a grande bênção de irmos habitar eternamente com o nosso Pastor e com o nosso Pai celestial.

 

Não vejo melhor maneira de terminar o Salmo 23 exatamente como começamos: o Senhor é meu pastor, POR ISSO nada me faltará!

 

Que Deus nos abençoe! Amem

Mauro Clark, 70 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2022
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2022 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b