PREGAÇÃO

Todo crente é uma autoridade - 2a. parte

Temática      51 minutos      18/11/2018         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Todo crente é uma autoridade - 2a. parte
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior
Duas pregações passadas: autoridade de Jesus Cristo.

Ficamos de responder à pergunta: Quanto dessa autoridade Ele estendeu aos crentes?

 

Já vimos a transferência de autoridade específica para os discípulos que trabalharam com Ele – portanto, antes da fundação da Igreja. (Autoridade sobre animais, doenças e espíritos imundos: poder tremendo (pelo menos em alguns momentos do ministério ao lado de Jesus).

 

Estávamos vendo a transferência de autoridade dada à Igreja, que vale até hoje.

Vimos Mt 18.16-18 (autoridade da igreja para ligar e desligar membros) e Jo 20.19-23 (considerar irmão perdoado ou não).

-------------------------

Avancemos um pouco mais: dos discípulos companheiros de ministério de Cristo, para o apóstolo Paulo, já com a Igreja fundada. Pulo de aproximadamente 20 anos.

 

2Co 13.10

Paulo fala claramente a respeito de uma autoridade recebida de Cristo.

Curiosamente, não fala exatamente em que consistia a autoridade, mas no PROPÓSITO da autoridade: para edificação e não para destruir.

Todas as repreensões e intervenções de Paulo (algumas duríssimas) não tinham objetivo de destruir, mas ao contrário, de construir.

E ele fazia isso com toda a autoridade, conforme recebido do próprio Jesus Cristo.

 

E hoje, cada crente tem essa autoridade? Embora não sejamos um Paulo, pelo menos numa certa medida, creio que sim.

Em Tt 2.15 Paulo mandou Tito usar de autoridade para exortar e repreender.

Mesma coisa com Timóteo:

* repreender: 1Tm 5.20

* corrigir, repreender e exortar: 2Tm 4.2

 

Ou seja, essa autoridade não era exclusiva de Paulo.

Quando devidamente amparado na Bíblia, e se tiver propósito de edificar e ajudar, qualquer crente tem autoridade para instruir, aconselhar: Cl 3.16

Detalhe (que não é detalhe): em toda a sabedoria!

 

Passagens que não falam diretamente, mas pressupõem autoridade do crente no mundo:

 

Rm 8.17: somos co-herdeiros com Cristo.

Temos interesse no reino dEle, porque é nosso também. E se é nosso, temos certa autoridade para agir pelo bem desse reino.

 

2Co 5.20: somos embaixadores em nome de Cristo.

Somos expressamente autorizados pelo Rei a representá-Lo aqui na terra. Isso dá autoridade (embora evidentemente o mundo não reconheça).

 

----------------

Até aqui, demos falamos da autoridade que Cristo nos transferiu para usar aqui na terra. Mas sabemos que aqui tudo é provisório, precário.

E quanto à nossa autoridade no futuro, quando estaremos com Ele, com corpos glorificados, gozando da plenitude da nossa vida eterna?

 

No Milênio, vamos literalmente reinar com Ele:  

* Apóstolos (tudo indica): Mt 19.28

* Nós, da Igreja:

   - Vamos literalmente reinar com Ele: Ap 2.26-27, 3.21; 2Tm 2.12

   - Vamos julgar o mundo: 1Co 6.2

* Crentes da Tribulação: Ap 20.4

 

E ainda depois do milênio? Ap 22.3-5

 

A autoridade que temos hoje é apenas aperitivo para a autoridade que teremos no futuro, no milênio, na eternidade (sempre dependentes dEle).

Sei que tudo isso pode parecer vago, fantástico, além da imaginação, comparado com as nossas circunstâncias atuais, limitados, frágeis, meio desprezados, incompreendidos.

Mas esse é o nosso futuro. Aguardemos com esperança!

 

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b