PREGAÇÃO

Murmúrio no deserto (Série ÊXODO 37)

Ex 15.22-24      32 minutos      16/12/2018         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Murmúrio no deserto (Série ÊXODO 37)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior

Após a experiência fantástica do Mar Vermelho, vem a travessia do deserto.

E agora é que os problemas dos israelitas iriam começar!

Deus usa experiências difíceis para nos preparar e dar forças para outras mais difíceis.

A dura realidade é que essa sequência nunca acaba aqui na terra.

O segredo é nunca pensar que Deus nos abandonou.

Ele sempre continua atento. E se nos deixar sofrer, é para o nosso crescimento.

 

v.22

Logo chega a primeira dificuldade: depois de três dias andando, se movimentando em pleno deserto, nada de água.

Talvez muitos animais tenham morrido, crianças chorando, enorme desconforto.

Finalmente encontram água! Mas a alegria dura pouco:

 

v.23

A água era amarga. Pensavam que o alivio tinha chegado, devem dar dado brados de alegria e gratidão a Deus, que os atendera. Que terrível decepção!

 

O tipo mais difícil de decepção que o crente enfrenta é quando está com um problema, pede ajuda a Deus, o problema aparentemente é resolvido, o crente vibra agradecido a Deus e logo descobre que a solução era apenas aparente, o problema NÃO foi resolvido e talvez até piorou!

Além do problema em si, agora o crente está com uma outro ainda maior, mais sensível, pois envolve o seu relacionamento com Deus: como reagir a essa decepção.

Obviamente a pior reação é reclamar abertamente, murmurar com amargura.

E foi exatamente como os israelitas reagiram:

 

v.24: murmúrio, reclamação.

A situação piorou muito: além da sede permanecer, agora estavam irritados com Deus, beirando o pecado grave.

Devemos ter muito cuidado com esse tipo de reação, que inclui ficar triste com Deus, decepcionado, se sentido meio traído, iludido, espécie de vítima de Deus.

 

Mas esse tipo de reação não é inevitável? Afinal, é muito decepcionante!

Concordo que é muito difícil evitar uma certa tristeza. Mas não é impossível.

Solução: ter tal intimidade com Deus que as circunstâncias, por mais esquisitas que sejam, não abale a comunhão.

Tentar não basear basicamente a alegria ou satisfação em Deus com coisas agradáveis aqui, com alívios, com cessação de dor, etc., mas naquilo que Ele é e tem feito com nossa alma, em Cristo.

 

Na próxima pregação veremos como Deus resolveu o problema e aprenderemos outras lições com esse maravilhoso Professor.

 

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b