PREGAÇÃO

Morro, mas não distorço a Palavra de Deus

1Rs 22.1-40      59 minutos      27/12/2015         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Morro, mas não distorço a Palavra de Deus
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior


 

(Deixamos de transcrever o texto bíblico por ser longo)
##########
 

Época: 900 aC.

História com 3 personagens principais:

1) Acabe, rei de Israel: péssimo, o pior.

2) Josafá: rei de Judá, bom, fiel

3) Profeta Micaías, de Israel

 

v. 1-4

A história começa com uma aliança entre os dois reis contra a Síria.

Pergunta óbvia: Por que Josafá se une com um rei tão ruim como Acabe, a ponto de se identificar com ele em termos pessoais e militares?

Só o próprio Josafá tem e resposta exata.

Seja como for, mesmo com boa intenção, o fato é que o bom rei cometeu um grande erro.

 

v.5-9

Uma vez estabelecida a aliança com Acabe, Josafá agora pede para Deus ser consultado com relação à estratégia da guerra.

É bonito vermos aqui um rei querendo conhecer a vontade de Deus quanto a essa luta.

Mas, por que Josafá não se preocupou em consultar a Deus ANTES de decidir se unir a Acabe? Com certeza teria muito o que aprender com pelo menos duashistórias bíblicas:

* De Isaque - mulher não dos cananeus - Gn 24.3

* Ló: totalmente deslocado em Sodoma e Gomorra

 

Em suma: aprenderia facilmente que Deus não quer seu povo misturado com ímpios.

Interessante: Josafá infringe a vontade de Deus em algo grande, e depois quer saber a vontade dEle num pequeno detalhe.

 

Alguns crentes fazem o que Deus claramente não quer e depois ficam em dúvida sobre a opção dentro do êrro.

 

De qualquer forma Acabe concorda em consultar a Deus.

Que bom! Acabe está afinado com Josafá. Vai ver que ele, Acabe, não é tão mal assim.

Juntou quatrocentos profetas. Pelo jeito, isso é que fidelidade: quatrocentos!

Os profetas mandam que siga em frente pois o Senhor garante a vitória.

 

Josafá desconfia que aqueles homens não eram de Deus e pergunta se não havia profeta do Senhor.

Acabe diz que sim: Micaías. Mas que não gostava dele porque só falava coisas contra o próprio Acabe.

Josafá não aprovou o comentário de Acabe, que termina mandando chamar Micaías.

 

Três observações:

1. Logo no início da sociedade, discordância de base e princípio de discussão.
E teria que ser assim. Pelo menos se os dois fossem fiéis às suas convicções.
Para satisfazer a Josafá tinha que ser profeta de Deus.
Mas Acabe se satisfazia com os falsos profetas e não queria saber de Micaías.
Para haver harmonia, um dos dois teria que fazer concessões. Acabe cedeu e chamou Micaías.

É exatamente assim com qualquer grupo de fundo religioso com convicções diferentes.

Só funciona se todos abrirem mão de alguns de seus princípios.
Se cada um for fiel ao que crê, haverá discussão, mal estar, desarmonia.

 

2. Característica do ímpio: não lhe interessa a verdade, segue a si próprio.

 

3. Acabe não percebia que Micaías só lhe falava o mal, porque ele só andava errado.

v. 10-12

Enquanto Micaías vem, os falsos profetas continuam a desempenhar o seu papel.

Três observações:

1. Impressionam, falam com firmeza, representam com muita habilidade

2. Falam abertamente em nome do Senhor.

3. Dizem o que agradam ao rei

 

Assim são os falsos profetas, ainda hoje.

 

1. Tem aparência que impressiona. Varia conforme ocasião: na hora de mostrar autoridade, sabem ser autoritários.
Na hora de mostrar mansidão, ficam com cara de anjo. Do jeito que precisar.
Alguns são simples. Outros se paramentam de maneira rica e são cheios de rituais que ninguém entende.
Pedro preveniu contra a dissimulação, engano: 2Pe 2.1

 

2. Mas o pior desses falsos líderes religisos é que sem a menor cerimônia falam abertamente em nome de Deus! Aí é que impressionam mesmo!

 

3.Procuram conciliar seus ensinos com o que agrada: coceira nos ouvidos: 2Tm 4.3

 

v. 13-14

Micaías entra em cena, ainda a caminho.

Que constraste com os falsos mestres!

Por enquanto,  DUAS características do profeta de Deus (e de qualquer crente fiel):

a. Desprezado pela maioria do poderosos, que são naturalmente afinados com o mundo.

b. Absolutamente fiel à verdade: diz o que Deus manda (se agradar ou não, é detalhe).

 

v.15-18

Micaías chega à presença dos reis.

Primeira resposta: igual à dos falsos profetas. Ironia para chocar o rei.

Acabe percebe, insiste: quer ouvir a verdade.

Incrível: Acabe se irrita porque Micaías não lhe falou a verdade, e se irrita quando Micaías FALA a verdade! Incoerente!

 

Típico de cert. pessoas: sabem estar errados, mas não gostam de ouvir a verdade.

 

Micaías profetiza: Acabe, no caso o pastor, morreria, deixaria as ovelhas sem pastor.

(Profecia para o estado espiritiritual de Israel na época de Cristo - Mt 9.36)

Acabe novamamente se irrita e comprova que Micaías fala contra ele.

Por causa do comentário de Acabe, Micaías faz uma revelação:

 

v. 19-23

Cena no céu.

Passagem utilíssima, pois mostra por trás dos bastidores.

Duas observações:

1. Soberania de Deus: controle absoluto dos espíritos malignos. Ele usa o Diabo e seus demônios como e quando Lhe apraz.

2. Os falsos profetas são diretamente enganados por espíritos malignos, mentirosos.

 

v. 24-28

Um dos falsos profetas (o do chifre) dá uma bofetada em Micaías.

Mais duas características de um falso profeta:

* Se precisar, violento

* Arrogância, fala como se tivesse o Espírito do Senhor

 

Micaías revida a bofetada com uma profecia particicular para Zedequias: ele próprio se esconderia.

Mais uma característica de um homem de Deus: a arma é a Palavra de Deus.

 

Micaías preso quase sem comida, até que Acabe volte da guerra: garantia de retorno.

Micaías insiste que Acabe não voltaria; se voltasse, ele não era profeta de Deus.

E manda todos ouvirem.

 

Mais 4 características de verdadeiros homens de Deus:

* Sujeitos a serem humilhados e desprezados perante poderosos

* Expostos a sofrimento

* Coragem, intrepidez quando fala a Palavra de Deus

* Desejo intenso de ESPALHAR a Palavra de Deus

 

Ler vs. 29-40

4 obs:

1. Acabe quis enganar a Deus, se disfarçando.
O incrédulo pensa que há muitas maneiras de enganar a Deus: esmolas, religião, etc.

 

2. Josafá quase é morto, confundido com Acabe. Teve que gritar, desesperado. Bem feito!
Quem se junta com más pessoas, terminam confundidas com elas.

 

3. Novamente a soberania Deus na história: flecha “ao acaso” na brecha da armadura de Acabe!

 

4. Profecias cumpridas: de Micaías, horas depois. E a de Elias, meses depois: 1Re 21.19

 

Antes de terminar: e Micaías - o que foi feito dele? Ficou no cárcere até morrer de fome? Talvez. O novo rei que assumiu, Acazias, também era mau e seguiu os caminhos dos pais - Acabe e Jezabel.

Micaías pagou caro por uma simples profecia,  por ser fiel à Palavra de Deus.

 

E você, está disposto?

Que Deus nos abençoe. Amém

Mauro Clark, 69 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b