PREGAÇÃO

Recebeu Cristo? Então ande nEle! (Série COLOSSENSES 12 de 30)

Cl 2.5-7      38 minutos      26/03/2017         

Mauro Clark


headset Ouça
cloud_download Baixe
print Imprima
pregação close Recebeu Cristo? Então ande nEle! (Série COLOSSENSES 12 de 30)
volume_upReproduzindo o áudio na barra inferior
Após falar da luta espiritual que tinha pelos irmãos de Colossos e de Laodicéia, para que eles tivessem conforto espiritual, se amassem mutuamente e compreendessem o mistério de Deus, Cristo, Paulo passa para a exortação direta.

 

(v.4: Comentarei este versículo com o v.8, onde o assunto é tratado com mais detalhes.)

v.5

Mesmo à distância (preso, em Roma) Paulo está atentíssimo ao que ocorria com os colossenses. Não apenas orando por eles (como comentamos), mas recebendo notícias.

E o que recebia era muito bom:

... alegrando-me

Em 1.29 e 2.1, Paulo falara que se afadigava, se esforçava o máximo e tinha grande luta pelos irmãos. Tudo isso estando preso em Roma.

E agora fala da alegria que tinha com o que ouvia dos irmãos.

Ele aprendeu a conviver com sofrimento e alegria ao mesmo tempo.

 

O crente deve ser especialista em pedir alegria do Espírito Santo, buscar, identificar essa alegria, de maneira independente das tristezas, mesmo tristezas inerentes ao próprio trabalho de Deus.

Se pensar em ter alegria só quando não houver mais sofrimento terá de aguardar o céu!

 

Voltando, o que Paulo via na igreja que tanto o alegrava Paulo? Invertendo a ordem:

1. Firmeza da fé em Cristo
Firmeza: στερεωμα stereoma: “o que foi feito firme; fundação na qual algo se suporta”.

Toda a sustenção existencial de um ser humano está na sua fé em Cristo.

Se não tem nenhuma, está perdido, não se sustenta diante do julgamento de Deus.

Agora, os que têm fé salvadora em Cristo se arrependeram, foram perdoados, justificados pelo sangue dEle e estão salvos.

E sobre essa semente de fé que o crente irá construir a estrutura da sua fé.

E essa fé pode variar de qualidade, ser fraca ou forte, crescer ou diminuir.

Uma fé fraca causa danos à vida do crente - como uma estrutura mal feita e mal cuidada que não leva o edifício a cair, mas causa trincaduras.

Um dos grandes desafios do crente é exatamente cuidar da sua fé, mantê-la forte.

 

E uma igreja de crentes firmes na fé, torna-se uma igreja firme na fé - como Colossos.

 

Antes de continuar, veja o detalhe:

... fé EM CRISTO

 

Uma das afirmações mais ridículas que existe é: “Tenha fé!”

Primeiro, porque não explica fé em QUEM ou em QUE: na religião dos pais, numa crença particular, numa filosofia, numa pedra, em qualquer coisa?

E mesmo que a resposta seja “Fé em Deus”, ainda é muito vago. É preciso perguntar:

“Mas fé em qual parte do que Deus falou ou prometeu?”

O fato é que o único tipo de fé que salva é a fé em Cristo, na Pessoa e na obra de Cristo. conforme revelado na Bíblia.

 

Voltando, havia uma segunda coisa:

2. Boa ordem: grego ταξις taxis: ordem correta, condição ordenada.

Deve envolver organização, disciplina, respeito aos padrões, adoração respeitosa, etc.

Boa ordem é tão importante que Paulo colocou ao lado da firmeza de fé.

 

Há pastores que se preocupam com a saúde da fé da igreja, mas não dão importância à ordem - pontualidade, documentação, contabilidade, harmonia nas assembleias, etc.

É uma pena, pois Igreja com firmeza de fé, mas sem ordem, está em grave falta.

 

v.6

Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor...

... o Senhor... : Conceito forte, que definia a Quem eles haviam recebido pela fé.

Jesus não era apenas uma pessoa especial para eles. Mas o era próprio Senhor, divino.

 

... assim andai nele

Aqui é uma espécie de cobrança de coerência da parte de Paulo: “Já que vocês confessam ter exercido fé em Cristo então tratem de andar nEle”.

 

Quando converso com crente fraco ou desviado, gosto de perguntar se é crente mesmo.

Se disser “Não”, precisa se converter.

Se disser “Não sei”, ofereço ajuda para esclarecer o que é ser crente.

Mas se disser “Sim”, a situação é diferente. Já que é crente, então trate de seguir a Cristo.

 

... nEle: Não apenas “andar conforme Ele mandou”. É mais profundo: andar com Ele, na companhia dEle, no poder dEle, no Espírito dEle, com a mente dEle.

Tudo isso se resume na ideia de UNIÃO com Ele. “Andai o mais possível unidos com Ele”.

 

Aliás, inicia-se aqui uma séria de afirmações valiosas sobre a união do crente com Cristo.

Daqui até v.13, vemos 4 vezes “nEle” (v.6,7,10 e 11) e 2 vezes “com Ele” (v.12 e 13).

Fiquemos atentos a essas passagens à medida que forem ocorrendo.

 

Mas o que é mais precisamente “andar em Cristo?” É o que Paulo explica no v.7, que veremos na próxima pregação.

 

Que Deus nos abençoe! Amém

Mauro Clark, 68 anos, pastor, pregador e conferencista, foi consagrado ao ministério em 1987. Iniciou em 2008 a Igreja Batista Luz do Mundo, que adota a posição Batista Regular. Mauro Clark é também escritor. Produziu artigos em jornal por dez anos e tem escrito vários livros de orientação e edificação cristã. Em 2004 instituiu o Ministério Falando de Cristo.
FalandodeCristo © 2004-2021
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."
1 Co 1.24b
close
Ministério Falando de Cristo © 2004-2021 - www.falandodecristo.com
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." 1 Co 1.24b